Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

CooperAliança realiza ciclo de palestras sobre bovinocultura de corte durante EXPOGUA

Além das palestras, no dia 12 haverá dia de campo em duas propriedades da região. Será servido almoço aos participantes.


quarta-feira, 27/julho/2016
CooperAliança realiza ciclo de palestras sobre bovinocultura de corte durante EXPOGUA

A cooperativa CooperAliança Carnes Nobres promoverá um ciclo de palestras sobre Bovinocultura de Corte durante a 40ª Expogua. O evento acontece nos dias 11 e 12 de agosto, no Sindicato Rural de Guarapuava.

Serão diversos temas técnicos e de mercado voltados a pecuaristas ligados a cria, recria e engorda. “O evento foi preparado com temas atuais e relevantes para o processo produtivo da carne. O objetivo é trazer conhecimento técnico de qualidade aos pecuaristas da região”.

Além das palestras, no dia 12 haverá dia de campo em duas propriedades da região. Será servido almoço aos participantes.

A entrada é gratuita e qualquer interessado pode participar. Mais informações pelo telefone (42) 3625-1352, falar com Sandra.

São apoiadores do evento: Sistema Faep/Senar, Sociedade Rural de Guarapuava, Sindicato Rural de Guarapuava, Associação Brasileira de Angus, Sistema Ocepar, Núcleo Angus e Núcleo de Produtores de Bezerros de Guarapuava.

 

Confira a programação completa:

 

Quinta-feira – 11/08

8h – Inscrições

8h30 – Boi Gordo e o ciclo de preços: o que esperar para o curto e médio prazo. Palestrante: Gustavo Adolpho Maranhão Aguiar – consultor e analista de mercado, Scot Consultoria.

9h10 – Há futuro no futuro da Carne Bovina? Palestrante: Osler Desouzart – diretor executivo da OD Consulting.

9h50 – Margens estreitas: Como aumentar o lucro com uma gestão eficiente? Palestrante: Paulo Rossi Junior – professor da UFPR, coordenador do Centro de Informações do Agronegócio (CIA) e consultor em Pecuária de Corte.

10h30 – Intervalo

10h50 – Debate. Mediador: Fábio Schuler Medeiros – gerente Programa Carne Angus, Associação Brasileira de Angus (ABA)

12h – Almoço

13h30 – Programação fetal e a influência da nutrição da vaca na performance do bezerro/novilho. Palestrante: Pedro Veiga Rodrigues Paulino – gerente global de Tecnologia de Bovinos de Corte – Cargill.

14h10 – Angus: Escolhendo o touro certo. Compra e Manejo pré e pós-período reprodutivo. Palestrante: Reynaldo Titoff Salvador – diretor Programa Carne Angus e Associação Brasileira de Angus (ABA).

14h50 – Pastagens Cultivadas: A importância do manejo adequado. Palestrante: Sebastião Brasil Campos Lustosa – professor do departamento de Agronomia da Unicentro.

15h30 – Intervalo

15h50 – Debate. Mediador: Fábio Schuler Medeiros – gerente Programa Carne Angus, Associação Brasileira de Angus (ABA).

17h – Encerramento

 

Sexta-feira – 12/08

Saída do Sindicato Rural às 8h

Manhã: Fazenda Galo vermelho (Propriedade de Mail e Marcio Marques – Estrada Goioxim KM 02, em Guarapuava). Assuntos a serem discutidos: Pecuária de cria, creepfeeding, cruzamento e padrão de bezerros.

Tarde: Agropecuária Cachoeirinha (Propriedade de Herbert Schlafner, em Guarapuava). Assuntos a serem discutidos: Forrageiras de inverno; manejo de dieta em confinamento,manejo de dejetos e licenciamento ambiental.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Operação Deriva 2 apreende aeronaves agrícolas em Londrina

Rússia anuncia restrições temporárias à carne suína e bovina do Brasil

V Feira Regional da Agroindústria Familiar movimenta mais de R$ 180 mil em Guarapuava

IBGE estima queda de 8,9% na safra de grãos em 2018


Projeto do USF ensina a fazer geleias de morango e fisális

Projeto do USF ensina a fazer geleias de morango e fisális


Rússia aumenta restrições à carne importada do Brasil

Rússia aumenta restrições à carne importada do Brasil


Em Guarapuava, comissão elege desenho para logomarca da APA Serra da Esperança

Em Guarapuava, comissão elege desenho para logomarca da APA Serra da Esperança


Testes de ONG mostram que 36% dos alimentos têm agrotóxicos acima do limite ou proibidos

Testes de ONG mostram que 36% dos alimentos têm agrotóxicos acima do limite ou proibidos