Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

GTFoods vai importar 90 mil toneladas de milho da Argentina


segunda-feira, 28/março/2016
GTFoods vai importar 90 mil toneladas de milho da Argentina

O Grupo GTFoods, maior conglomerado avícola do Norte do Paraná, é a primeira empresa privada paranaense a importar milho da Argentina. A estratégia está alinhada a manutenção da produtividade diante da queda na oferta do cereal e da alta dos preços no mercado interno. O processo de importação se iniciará com um navio de 27 mil toneladas, e a previsão é de outros dois até o final do mês de maio, totalizando 90 mil toneladas. Com isso, o grupo abastecerá os estoques até a chegada da safrinha prevista para o início do segundo semestre.

“O volume total de compras já realizadas no mercado interno e externo vão atender a 70% da nossa demanda até a entrada da safrinha em julho. Além disso, será uma oportunidade para atuarmos na redução dos custos de produção, pois as embarcações chegam pelo Imbituba (SC), tornando o frente marítimo mais atrativo  contribuindo para um valor final do milho com condições de competir com o valor praticado no mercado interno”, avalia o Gerente Corporativo de Suprimentos do GTFoods, José Carlos Ferreira Junior.

Como a escassez pode durar até a safrinha, que promete uma produção recorde de 90 milhões de toneladas, a importação poderá suprir grande parte da demanda até lá. “Desta forma, iremos garantir o abastecimento de nossa cadeia produtiva, além de conseguir vantagens significativas que vão contribuir com a redução dos nossos custos, obtendo resultados financeiros em nossas operações”, destaca o gerente.

Cenário

Desde o ano passado, o Brasil tem se firmado como o segundo maior exportador global de milho, O volume total exportado em 2015 ultrapassou as 34 milhões de toneladas, atrás apenas dos Estados Unidos. Isso se deve principalmente a uma taxa cambial favorável, que resulta na alta dos preços e na escassez do insumo em algumas regiões do país, especialmente após a preferência de alguns produtores em plantar a soja. Quem mais tem sofrido com isso são os criadores de aves e suínos, que contam com o grão para 70% da alimentação dos animais, e precisam procurar saídas para essa situação, como a importação de países vizinhos.

 

Sobre o Grupo GTFoods

Criado em 2011, o Grupo GTFoods é composto pelas marcas Canção Alimentos, Frangos Canção, Gold Frango, Mister Frango, Bellaves. Além disso, com aposta na diversificação da atuação do grupo, recentemente incorporou as marcas Fresh Foods, Chef Foods e Lorenz. A empresa verticaliza a cadeia produtiva desde as matrizes de recria e produção, até a distribuição do produto acabado. Sua força de vendas abrange, no mercado interno, o atendimento de clientes em todo o país, e, no mercado externo, mais de 80 países.  O Grupo GTFoods teve origem com a empresa Frangos Canção em 1992, na cidade de Maringá. O faturamento bruto em 2014 foi de R$ 1,4 bilhão. Atualmente, o grupo abate aproximadamente 610 mil aves por dia. Mais informações: www.gtfoods.com.br.

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Produção de morangos movimenta mais de R$ 800 mil por ano em Guarapuava

Avião agrícola faz rasante sobre carro e ‘rasga’ lataria

Safra de milho no Paraná deve ter queda de 11% de área plantada

IAP regulamenta licenciamento ambiental de bovinocultura


No Show Rural, Iapar destaca fruticultura como opção de renda

No Show Rural, Iapar destaca fruticultura como opção de renda


Perdas nas safras de milho e feijão reduzem expectativa de colheita de grãos no Paraná

Perdas nas safras de milho e feijão reduzem expectativa de colheita de grãos no Paraná


Safra argentina terá redução drástica

Safra argentina terá redução drástica


A caixa de pizza que você iria jogar fora pode salvar uma árvore

A caixa de pizza que você iria jogar fora pode salvar uma árvore