Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Vacinação contra Febre Aftosa deve ser feita até o final do mês


quarta-feira, 10/maio/2017
Vacinação contra Febre Aftosa deve ser feita até o final do mês

A Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa de bovídeos de 0 a 24 meses segue até o dia 31 de maio no estado do Paraná. A vacinação é obrigatória por lei e também é importante para que o Paraná continue sendo área livre da doença.

Na Fazenda Vaca Branca, em Guarapuava, os trabalhos já iniciaram. Segundo o pecuarista André Luiz Valcanaia Moss, nesta primeira etapa estão sendo vacinados aproximadamente 2 mil animais. “Nunca deixamos para última hora, justamente por serem bastante animais. Assim, podemos fazer a vacina com calma. Além disso, a época é muito benéfica, por causa da entrada dos animais na pastagem de inverno. Vacinamos e eles vão para pastagem com todo o protocolo já feito”, explica.

Segundo a Adapar, o próprio pecuarista pode vacinar seus animais, adquirindo a vacina em casas agropecuárias. Para que a vacinação seja feita da forma correta, alguns detalhes devem ser respeitados, como orienta a médica veterinária da Adapar, Ana Paula Kurshaidt: “O produtor deve contar quantos animais precisarão ser vacinados antes de se deslocar até a casa agropecuária, a fim de adquirir apenas as doses necessárias. É preciso também levar uma caixa térmica e gelo para armazenar as doses. E, ao chegar na propriedade, armazenar o produto em uma geladeira. A aplicação das vacinas deve ser feita o mais rápido possível, ou seja, no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte”.

Após a vacinação, é necessário que seja feita a comprovação dessa vacina. Isso pode ser feito pelo site ou em uma unidade da Adapar. “Quando o produtor for fazer a comprovação pela Internet, é necessário que ele comunique ao revendedor da vacina, para que ele possa fazer o registro de venda no sistema da Adapar”, observa Ana Paula.

O site da Adapar pode ser acessado pelo endereço www.adapar.pr.gov.br, onde está disponível o formulário de comprovação da vacina de Febre Aftosa. A unidade da Adapar, em Guarapuava, fica na rua Vicente Machado, 1811, Centro. Outras informações pelo telefone: (42) 3303 2100.

 

Multa

Para os produtores que não cumprirem o prazo, há consequências, como explica a médica veterinária. “A partir do dia 1º de junho a equipe da Adapar já começa a sair a campo fiscalizando os produtores que não realizaram ou comprovaram a vacinação. Para estes, será aplicada uma multa que varia de acordo com a quantidade de animais sendo até 10 cabeças não vacinadas, multa de R$ 959,00 e acima de 10 cabeças o valor fica R$ 95,00 por cabeça”. Lembrando também que os animais não vacinados não poderão ser transportados legalmente, já que não haverá emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA).


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Iapar e cooperativas combatem doença de laranjais com controle biológico

Ciclo de palestras debate o papel do médico veterinário na atualidade

Representantes do Sindicato Rural participam de reunião da Comissão Técnica de Suinocultura da Faep

Produtor de Guarapuava (Pr) bate recorde nacional de produção de soja


USP testa uso de bactéria que pode ampliar produção de soja e milho com menos fertilizantes

USP testa uso de bactéria que pode ampliar produção de soja e milho com menos fertilizantes


Augustin realiza dia 10 mais um Massey Show

Augustin realiza dia 10 mais um Massey Show


Produção de morangos semi-hidropônicos oferece oportunidade para agricultor incrementar renda

Produção de morangos semi-hidropônicos oferece oportunidade para agricultor incrementar renda


Erva-mate: Comissão realiza nesta quinta, dia 8, reunião sobre poda

Erva-mate: Comissão realiza nesta quinta, dia 8, reunião sobre poda



CFW Agência de Internet