Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Cão morre enforcado com coleira durante banho em clínica veterinária

Dona do animal da raça Shih Tzu registrou boletim de ocorrência pois acredita que houve negligência. Clínica reconhece erro e ofereceu outro cachorro para a família.


sábado, 29/julho/2017
Cão morre enforcado com coleira durante banho em clínica veterinária

Um cão da raça Shih Tzu morreu enforcado com a própria coleira dentro de uma clínica veterinária, em Jundiaí (SP), nesta sexta-feira (28). Nick, de dois anos, pulou de uma mesa enquanto aguardava para passar por banho e tosa no Jardim Ermida.

De acordo com a dona do cão, a professora Simone Cristina Navarro da Silva, ele foi deixado no local e, horas depois, a família recebeu uma ligação informando sobre o incidente.

“Estamos em luto. Deixei meu cachorro íntegro, saudável, e simplesmente me ligaram dizendo que ele tinha se enforcado. A dona [da clínica] disse que deixou ele na mão de uma funcionária, que, segundo ela, foi cuidar de um outro cão e deixou o meu em uma mesa, de um metro e meio de altura”, explica.

Simone frisa que o cão estava com coleira e acorrentado, e afirma que nunca havia coloca o item no Nick, que só usava guia corporal. Ainda segundo a dona, o animal recebia os cuidados da clínica há cerca de dois anos, porém, acredita que houve negligência, por isso registrou boletim de ocorrência.

“É uma dor como se fosse uma pessoa. É a mesma coisa se um filho morre enforcado e a pessoa quer dar outro no lugar. O sentimento de perda é igual, só sabe aquele que sente a dor.”

A clínica veterinária reconheceu o erro, afirma que prestou solidariedade à família e chegou a oferecer outro cão.

A proprietária afirmou que o cão não sofreu maus-tratos e disse que também está triste com a situação. “A funcionária virou de costas para conter outro cão e o secador estava ligado, não viu que o cachorro pulou da mesa. Nunca pegaria um cachorro com a intenção de matá-lo.”

A mulher diz que trabalha no setor há 17 anos e que a funcionária também está abalada com a situação e precisou ser medicada no hospital. “A tristeza é imensa por saber que aquele festeiro não estará mais comigo. Eu também o amava”, conclui.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Japão chora a morte de seu pinguim apaixonado

Lei de Ratinho Junior proíbe mutilações de animais no Paraná

Após seis meses de tentativas, voluntários conseguem resgatar foca com anel de plástico no pescoço

A estranha criatura de dentes afiados encontrada em praia do Texas após passagem de furacão


Faculdade Campo Real promove CãoPanha Fome Zero

Faculdade Campo Real promove CãoPanha Fome Zero


Homem tenta subir em lobo-marinho em praia e deixa biólogos preocupados

Homem tenta subir em lobo-marinho em praia e deixa biólogos preocupados


Nem todas as rações alimentam bem o seu cachorro, diz pesquisa

Nem todas as rações alimentam bem o seu cachorro, diz pesquisa


Como formigas criam ‘balsas’ para sobreviver às inundações causadas pela tempestade Harvey

Como formigas criam ‘balsas’ para sobreviver às inundações causadas pela tempestade Harvey