Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Atirador de Goiânia defendia Hitler em conversas com amigo

Jovem que assassinou dois colegas e feriu quatro diz que o ditador nazista não matou judeus: “Isso é uma mentira para demonizar Hitler”


sábado, 28/outubro/2017
Atirador de Goiânia defendia Hitler em conversas com amigo

O adolescente de 14 anos que matou dois colegas e feriu outros quatro no Colégio Goyases, em Goiânia, no dia 20 de outubro, demonstrava simpatia ao nazismo em conversas com amigo pelo Skype. O rapaz, inclusive, usava o codinome Adolf em seu perfil no aplicativo, revelou a revista Veja.

Depois da tragédia na capital goiana, o pai de um dos amigos do atirador decidiu investigar as conversas do filho e se deparou com os posts sobre o ditador alemão Adolf Hitler. As mensagens foram trocadas entre os dois adolescentes de abril a outubro deste ano.

Ao ser questionado pelo colega se ele acha que Hitler estava certo, o atirador responde: “Com certeza”. Em seguida, o jovem que usou uma pistola .40 contra os estudantes recorre a informações de sites de notícias falsas e teorias da conspiração como argumentos.

“Ele criou os programas sociais, os foguetes, propaganda anti-fumo, proibi(n)do os maus tratos com animais e fez grandes avanços na medicina”, afirma, em uma das mensagens, o autor dos disparos. Em outra, ele diz que o ditador alemão não matou judeus. “Isso é uma mentira para demonizar Hitler.”

O amigo tenta demovê-lo do apoio ao nazismo e questiona: “Então, você acha que meu pai vai deixar que eu conviva com você?”.

 

Metropoles


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Suspeito assume ter extorquido padre com vídeo de sexo, mas nega ter matado PM

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook

‘Ele pagava o que podia’, diz Pepita Rodrigues sobre prisão do filho, Dado Dolabella

Começa amanhã o pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em março e abril


Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira

Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira


Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro

Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro


STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares

STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares


Trem que liga Londres a Amsterdã faz viagem inaugural

Trem que liga Londres a Amsterdã faz viagem inaugural