Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Bud Spencer, ator da dupla com Terence Hill, morre aos 86 anos

Ator italiano ficou conhecido por filmes como 'Dois Tiras Fora de Ordem'.


segunda-feira, 27/junho/2016
Bud Spencer, ator da dupla com Terence Hill, morre aos 86 anos

O ator Bud Spencer, conhecido pelos filmes de pancadaria com Terence Hill, morreu nesta segunda-feira (27) em Roma, na Itália, aos 86 anos, informa a imprensa italiana, que cita um comunicado do filho do artista: “Papai se foi pacificamente, às 18h15. Ele não sofreu, estávamos todos ao seu lado e sua última palavra foi ‘obrigado'”.

Spencer, cujo nome verdadeiro era Carlo Pedersoli, ficou conhecido por sua atuação em filmes de western spaghetti (velho oeste produzido na Itália) nos anos 1970, como “Chamam-me Trinity” (1970), em uma longa parceria com o amigo Terence Hill. A dupla também fez diversos longas de aventura cômica, como “Dois tiras fora de ordem” (1977).

Ele nasceu em Nápoles, na Itália, no dia 31 de outubro de 1929, e chegou a se mudar com a família aos 17 anos para o Rio de Janeiro, mas retornou a Roma.

 

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Trump vai enviar americanos para a Lua e para Marte, diz Casa Branca

Relatório dos EUA afirma que tripulantes de submarino argentino tiveram morte imediata em explosão

Caixa prorroga prazo para concluir financiamento de imóveis usados aprovados antes de reduzir limite

Morre em São Paulo o estilista Ocimar Versolato


Facebook diz ‘esperar tomar medidas’ contra perfis falsos no Brasil antes das eleições de 2018

Facebook diz ‘esperar tomar medidas’ contra perfis falsos no Brasil antes das eleições de 2018


Carro cai no mar e motorista desaparece em São Sebastião

Carro cai no mar e motorista desaparece em São Sebastião


Denatran torna mais rigorosa a inspeção de veículos

Denatran torna mais rigorosa a inspeção de veículos


Marco Aurélio Mello determina quebra de sigilos bancário e fiscal de Aécio Neves

Marco Aurélio Mello determina quebra de sigilos bancário e fiscal de Aécio Neves