Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Catarinense morto no México sofreu queda de 10 metros, diz família


terça-feira, 13/janeiro/2015
Catarinense morto no México sofreu queda de 10 metros, diz família

O catarinense Dealberto Jorge Silva, 35 anos, morreu após cair de uma altura de 10 metros de um prédio na região de Playa del Carmen, no México. A informação foi repassada pela polícia do país à família, informou o primo da vítima, Juliano Girolla. O irmão de Dealberto, Fernando Silva, de 33 anos, realizou um novo contato com a família na noite de segunda-feira (12) e disse que “está em um local seguro” no México.

Os irmãos, que moravam em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, viajaram para o México no dia 2 de janeiro, para o casamento de um amigo. Depois da festa, eles ficaram na cidade para participar de um festival de música eletrônica, disseram familiares à RBS TV. Até a última quarta (7), os dois postaram imagens da viagem em suas redes sociais. Depois disso, pararam de publicar e desapareceram.

Ainda há poucas certezas sobre o caso até o início da manhã desta terça-feira (13). Segundo o primo, a polícia mexicana confirmou que Dealberto morreu após cair de uma altura de cerca de 10 metros, de um prédio na região de Playa del Carmen. Essa era a área em que a vítima estava hospedada, mas a queda não ocorreu do hotel dele. O primo afirmou que a região é formada por vários prédios de dois a três andares, mas ele não tem a confirmação se o edifício do qual Dealberto caiu também era um hotel.

O balneário de Playa del Carmen fica 70 quilômetros ao Sul de Cancún. O corpo foi reconhecido por uma amiga que viajava com os irmãos. Já o mais jovem, Fernando, foi inicialmente dado como desaparecido por familiares e amigos.

Em relação ao translado do corpo, o advogado afirmou que a família “deu início aos procedimentos cabíveis para isso”, mas que não sabe quanto tempo levará para que ele seja completado.

Novo contato com a família
Sobre Fernando, o primo disse que ele fez contato na noite de segunda (12) e que estava “em estado de choque”. Sem dar detalhes, o advogado diz que Fernando está “em um local seguro” e a família tenta que ele volte o quanto antes ao Brasil.

Apoio de autoridades
Segundo a reportagem da RBS TV, parentes dos irmãos informaram que a família trata a morte de Dealberto como um acidente. Ela está em contato direto com a polícia mexicana e com polícia federal do México. Além disso, o consulado brasileiro naquele país também presta apoio, a partir da Cidade do México.

A embaixada do Brasil no México informou na tarde de segunda que acompanha a investigação da morte do catarinense e do paradeiro do irmão dele. Segundo o embaixador João Solano, o caso é monitorado à distância, a partir da capital, que fica a aproximadamente 2,5 mil quilômetros de Playa del Carmen. Solano afirmou que o corpo do catarinense está no serviço médico forense da cidade.

Por meio de nota, o Itamaraty limitou-se a confirmar o “falecimento de nacional brasileiro no México”, mas não revelou a identidade da vítima. “O MRE [Ministério das Relações Exteriores], por meio do Consulado-Geral do Brasil na Cidade do México, mantém contato com os familiares do brasileiro falecido e com as autoridades competentes mexicanas responsáveis pelo tratamento do caso”, comunicou na tarde desta segunda.

Alerta para família
No fim de semana, amigos dos jovens receberam uma mensagem de áudio em que, segundo eles, Dealberto alerta sobre um possível sequestro e pede ajuda.

“Irmão, eu estou para ser sequestrado por aquela amiga do Marchetti, a russa. Tem muita gente, está muito estranho, e avise a Polícia Federal, alguma coisa assim, cara. Eu estou passando na frente do Hotel The Royal, em Cancún, Playa del Carmen, está todo mundo me olhando. Já está vindo carro, já deu coisa estranha. Muito estranha. Entendesse? Então, só avisa a imigração de problemas, por favor. Avisa a polícia. Muito estranho”, diz a vítima na gravação (veja o vídeo acima).

Os familiares acreditam que um deles acabou se envolvendo com uma mulher relacionada com a máfia mexicana e, por isso, os dois estariam sendo perseguidos. Para a RBS TV, parentes disseram que foram informados que esta mulher também estaria sendo investigada pela polícia mexicana.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Mega-Sena, ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 32 milhões

Deputada Shéridan e ex-governador de Roraima têm bens bloqueados por usarem jato do governo para viagem de funkeiro

Juíza federal suspende aumento dos impostos de combustíveis em todo o país

Catarinense está entre os feridos em atentado com van em Barcelona


‘Domingo Aéreo’ em SP terá esquadrilha aérea e maior avião fabricado no Brasil

‘Domingo Aéreo’ em SP terá esquadrilha aérea e maior avião fabricado no Brasil


Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo

Vaccarezza é preso em nova fase da Operação Lava Jato em São Paulo


Torre Eiffel apaga luzes em solidariedade aos mortos em Barcelona

Torre Eiffel apaga luzes em solidariedade aos mortos em Barcelona


Ataque terrorista em Barcelona: o que se sabe e o que falta esclarecer

Ataque terrorista em Barcelona: o que se sabe e o que falta esclarecer



CFW Agência de Internet