Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Democratas confirmam candidatura de Hillary à presidência dos EUA

Ex-secretária de Estado será primeira mulher a concorrer ao cargo.


terça-feira, 26/julho/2016
Democratas confirmam candidatura de Hillary à presidência dos EUA

Hillary Clinton se tornou oficialmente a candidata do Partido Democrata à presidência dos EUA na terça (26), após os delegados do partido votarem na convenção nacional na Filadélfia, Pensilvânia. Ela é a primeira mulher a concorrer à presidência por um dos dois maiores partidos do país.

A votação teve início às 17h20 (18h20 em Brasília) e aconteceu por estado, em ordem alfabética, com um representante anunciando os votos de cada um deles.

A decisão aconteceu cerca de 1 hora e 20 minutos depois, quando o estado de Dakota do Sul apresentou 10 votos para Sanders e 15 para Hillary, que a essa altura precisava de apenas dois para atingir a maioria.

Os delegados aplaudiram com entusiasmo tanto os votos para Hillary, a quem muitos chamaram de “a próxima presidente dos EUA”, quanto aqueles destinados a Bernie Sanders. Ao anunciar os votos decisivos, a representante de Dakota do Sul ressaltou que se referia à “primeira que será chamada de Madame Presidente”.

O estado de Vermont, pelo qual Sanders é senador, pediu para passar sua vez e votar por último. Após a apresentação dos números, o próprio Sanders assumiu o microfone, ovacionado, e pediu que as regras da convenção fossem suspensas e que Hillary fosse nomeada por aclamação. Após consultar o público presente, a presidente da convenção oficializou o resultado.

No total, Hillary tinha conquistado 2.842 votos, contra 1.865 de Sanders.

Hillary Clinton irá aceitar oficialmente a nomeação em um discurso na quinta (28), dia do encerramento da convenção.

Na eleição de 8 de novembro Hillary irá concorrer ao lado do vice, o senador e ex-governador de Virginia Tim Kaine, contra a chapa republicana de Donald Trump e seu vice, o governador de Indiana Mike Pence.

Apoio
Na segunda-feira, Sanders já havia reforçado seu apoio à ex-rival, declarado pela primeira vez em 12 de julho. Em seu discurso no primeiro dia da convenção, ele disse que “não há sequer comparação” entre Hillary e o republicano Donald Trump. “Qualquer observador objetivo irá concluir que, baseado em suas ideias e sua liderança, Hillary Clinton deve se tornar a próxima presidente“.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Dolores O’Riordan, cantora do Cranberries, morre aos 46 anos

Jovem morta por ‘inveja’ fez post xingando suspeita: ‘Despeitada’

Após três anos de queda, venda de ônibus e caminhões tem alta de 5%

Mega-Sena, três apostas dividem R$ 12 milhões


Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias

Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias


“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro

“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro


S&P rebaixa nota de crédito do Brasil

S&P rebaixa nota de crédito do Brasil


Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade

Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade