Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Dólar fecha em queda pelo 6º dia seguido, abaixo de R$ 3,10

A moeda norte-americana caiu 0,34%, a R$ 3,0955 na venda.


terça-feira, 16/maio/2017
Dólar fecha em queda pelo 6º dia seguido, abaixo de R$ 3,10

O dólar fechou em baixa nesta terça-feira (16), completando seis quedas seguidas em relação ao real, após o Banco Central voltar a atuar no mercado cambial e de olho no cenário externo, destaca a Reuters. A moeda fechou abaixo de R$ 3,10 pela primeira vez desde março.

A moeda norte-americana caiu 0,34%, a R$ 3,0955 na venda. Veja a cotação do dólar hoje. Em seis sessões de queda, a moeda norte-americana acumulou perdas de 3,14% sobre o real. Na mínima do dia, foi a R$ 3,0866.

“O BC abre espaço para o dólar cair mais e, com isso, também o caminho para cortar mais os juros. O estrangeiro se anima e traz dinheiro para o país”, afirmou o operador da corretora Mirae Olavo Souza à Reuters.

O BC anunciou na noite passada a oferta de até 8 mil swaps cambiais para esta sessão, sinalizando que quer rolar integralmente o vencimento dos contratos que vencem em junho. O BC também sinalizou que pretende rolar integralmente os swaps do mês que vem, de US$ 4,435 bilhões, destaca a Reuters.

No leilão desta manhã, o BC vendeu integralmente a oferta de até 8 mil swaps, ou US$ 400 milhões.

“Apesar de a atuação do BC contribuir com a trajetória (de baixa) dos juros, acho que essa não foi a intenção dele (ao anunciar o leilão). Vejo como uma atuação natural, dentro de seu contexto”, comentou à agência o diretor da Correparti Corretora, Jefferson Rugik.

No mês anterior, o BC também havia rolado integralmente os swaps que venceram em maio, quando o dólar foi negociado na casa de R$ 3,15. O estoque total de swaps hoje está em torno de US$ 18 bilhões.

O dólar mais barato reduz a pressão sobre a inflação e favorece o trabalho de política monetária do BC, com reduções da Selic. Com a percepção de juros menores no futuro, os investidores se antecipam e trazem recursos para aproveitar a taxa mais elevada agora. A Selic está em 11,25% ao ano.

O recuo da moeda norte-americana, no entanto, foi contido pela atração de compradores ao patamar de R$ 3,09. “Uma justificativa para o dólar cair abaixo desse nível seria o governo aprovar a (reforma da) Previdência ainda este mês, e parece que ele está trabalhando bem e pode conseguir fazer isso”, acrescentou Rugik.

O recuo do dólar em relação ao real também foi influenciado pelo desempenho da moeda norte-americana no exterior, onde cedeu diante de várias moedas e também divisas de países emergentes, como o rand sul-africano, pesos chileno e mexicano.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Maia sanciona lei que libera remédios para emagrecer, informa Casa Civil

Quina de São João vai sortear R$ 130 milhões em Campina Grande neste sábado

Governo americano suspende todas as importações de carne fresca do Brasil

Maioria do STF confirma validade das delações da JBS e Fachin como relator


Prêmio da Mega-Sena vai para bolão com 22 cotas em Peruíbe, SP

Prêmio da Mega-Sena vai para bolão com 22 cotas em Peruíbe, SP


Cavalo morre um mês após ser leiloado por quase R$ 7 milhões

Cavalo morre um mês após ser leiloado por quase R$ 7 milhões


Incêndio em Portugal teve ‘mão criminosa’, diz chefe dos bombeiros

Incêndio em Portugal teve ‘mão criminosa’, diz chefe dos bombeiros


Brasileira que foi trabalhar em cruzeiro na Europa está desaparecida

Brasileira que foi trabalhar em cruzeiro na Europa está desaparecida



CFW Agência de Internet