Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Dólar fecha semana em queda, no menor valor desde maio

Na véspera, moeda norte-americana fechou em R$ 3,2082, alta de 0,02%.


sexta-feira, 14/julho/2017
Dólar fecha semana em queda, no menor valor desde maio

O dólar fechou a semana em queda ante ao real nesta sexta-feira (14), no menor valor desde 17 de maio, quando foi noticiada a delação da JBS. No dia seguinte, a moeda disparou e terminou o dia vendida a R$ 3,389 ante R$3,1337 do dia anterior. No exterior, dados fracos sobre a economia norte-americana enfraquecerem as apostas de mais um aperto monetário nos Estados Unidos neste ano, segundo a Reuters.

A moeda norte-americana fechou cotada a R$3,1849, queda de 0,73%. Na semana, o dólar caiu 2,29%. No ano, a moeda norte-americana tem queda de 1,99%. No mês, a moeda caiu 3,86%. Veja cotação de hoje.

Na véspera, em uma vitória do Palácio do Planalto, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava a autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar a denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.

Cenário externo

“O Fed já tinha um tom mais brando nos últimos dias e os números de hoje dão força para a autoridade monetária ter uma política menos agressiva (de juros) mais à frente”, avaliou o analista econômico da gestora Rio Gestão, Bernard Gonin, à Reuters.

Em depoimento no Congresso norte-americano nesta semana, a chair do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse que o país está saudável o suficiente para absorver futuras altas graduais de juros e lenta redução da carteira de títulos. Ela ponderou, no entanto, que dadas as estimativas atuais, os juros não teriam que subir muito mais.

“O cenário externo contribuiu bastante para o movimento do real este mês. Somado ao vento mais benigno interno, há espaço para o dólar ficar abaixo de 3,20 reais”, acrescentou Gonin. Na última semana, o governo conseguiu importantes vitórias, entre elas a aprovação da reforma trabalhista por placar folgado no plenário do Senado.

Na véspera, também garantiu que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitasse o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava a autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar a denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.

Na véspera, moeda norte-americana, fechou em R$ 3,2082, alta de 0,02%.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Mega-Sena pode pagar R$ 33 milhões nesta quarta

Julgamento de Lula no caso triplex em segunda instância é marcado para 24 de janeiro no TRF4

Estátua de santa padroeira aparece com capa e máscara do Batman em São Leopoldo

Anvisa proíbe dois produtos de limpeza em todo território nacional


Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos

Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos


Trump vai enviar americanos para a Lua e para Marte, diz Casa Branca

Trump vai enviar americanos para a Lua e para Marte, diz Casa Branca


Relatório dos EUA afirma que tripulantes de submarino argentino tiveram morte imediata em explosão

Relatório dos EUA afirma que tripulantes de submarino argentino tiveram morte imediata em explosão


Caixa prorroga prazo para concluir financiamento de imóveis usados aprovados antes de reduzir limite

Caixa prorroga prazo para concluir financiamento de imóveis usados aprovados antes de reduzir limite