Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

General francês é acusado de utilizar avião de caça para viajar no fim de semana

A ministra da Defesa, Florence Parly, ordenou a abertura de uma investigação sobre o caso.


quinta-feira, 29/junho/2017
General francês é acusado de utilizar avião de caça para viajar no fim de semana

O general de brigada aérea francês Richard Reboul foi acusado de ter utilizado um avião militar modelo Dassault Alpha Jet para viajar até a região da Provença, onde possui uma propriedade imobiliária, para passar o fim de semana.

Segundo uma matéria publicada na última quarta-feira (28) pelo jornal satírico francês “Le Canard enchaîné”, veículo famoso por seus furos sobre poderosos franceses, o general Reboul teria utilizado o avião da cidade de Bordeaux, onde está localizada a academia de treinamento da Força Aérea francesa, para voar até Salon de Provence, pequena cidade perto de Marselha, próxima de parques e reservas naturais. Uma viagem de mais de 600 km, que levaria entre cinco e seis horas de duração se fosse feita de carro. Sete horas de duração viajando de trem. De avião, cerca de uma hora.

A ministra da Defesa da França, Florence Parly, ordenou na última terça-feira (27) uma investigação militar e enviou inspetores ministeriais para “esclarecer os fatos e verificar as circunstâncias de utilizo de meios aéreos, neste caso e de forma mais geral”. O general Reboul, piloto de caça, é o número dois da Força Aérea Francesa (Armée de l’Air).

“A informação sobre o uso indevido de recursos da Força Aérea por um oficial militar sênior chegou até a atenção do ministro”, informou o Ministério da Defesa de Paris no comunicado em que anunciava a abertura do inquérito.

“Após as conclusões do inquérito, o ministro tirará as conclusões necessárias, incluindo eventuais medidas disciplinares, se realmente for comprovado um desvio de recursos públicos”, concluiu o comunicado. O Chefe do Estado Maior da Força Aérea francesa, General Andre Lanata, é o responsável direto pelo inquérito.

Mas a denúncia não se resume aos casos das últimas semanas. Segundo o jornal, desde agosto 2016 o general Reboul teria pilotado Alpha Jets pelo menos uma dúzia de vezes para viajar entre Bordeaux e Salon de Provence. Esse modelo de avião consome 800 litros de querosene por hora. Reboul também teria utilizado por fins pessoais um avião de transporte militar modelo TBM-400 que acomoda seis passageiros, além de um piloto e copiloto. O trajeto percorrido pela aeronave seria sempre o mesmo: Bordeaux – Salon de Provence.

Os Alpha Jets são os aviões utilizados pela esquadrilha da fumaça francesa (Patrouille de France), e também são usados para treinar futuros pilotos de caça da Força Aérea francesa.

A mídia francesa calculou que cada um dos fins de semana do general custou à força aérea – e ao contribuinte francês – entre 14 e 16 mil euros (entre R$ 53 e 60 mil). Uma passagem de trem ou de avião comercial teria custado menos de 200 euros (cerca de R$ 752).

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Israel descobre parte oculta do Muro das Lamentações

Após cobrança por bagagem, preço das passagens aéreas sobe no país

Grupo Pão de Açúcar deve converter mais 9 lojas Extra em Assaí

Restituição do Imposto de Renda dá R$ 2,8 bi a 2,3 milhões de contribuintes


Apostador do ES fatura prêmio de R$ 5,8 milhões na Mega-Sena

Apostador do ES fatura prêmio de R$ 5,8 milhões na Mega-Sena


Horário de verão 2017 começa hoje a meia-noite

Horário de verão 2017 começa hoje a meia-noite


Quatro anos após os primeiros leilões feito pelo governo Dilma, só 17% das estradas foram duplicadas

Quatro anos após os primeiros leilões feito pelo governo Dilma, só 17% das estradas foram duplicadas


STF decide que parlamentar não pode ser afastado sem aval do Congresso

STF decide que parlamentar não pode ser afastado sem aval do Congresso