Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Homem é detido por dar soco no rosto do filho de cinco anos que fez xixi na cama

Conselho Tutelar de Sorocaba (SP) registrou o caso como maus-tratos e pai responderá pelo crime em liberdade.


quarta-feira, 26/julho/2017
Homem é detido por dar soco no rosto do filho de cinco anos que fez xixi na cama

Um homem foi detido suspeito de agredir o filho de cinco anos com socos e chutes por ele ter feito xixi na cama, na madrugada de terça-feira (25), no bairro Cajuru, em Sorocaba (SP). Após as agressões, o menino ficou com hematoma no olho direito.

Segundo o Conselho Tutelar de Sorocaba, o pai, de 37 anos, teria dado diversos socos e chutes no rosto do garoto. Os dois moravam no alojamento de funcionários da empresa que o homem trabalhava. A mãe do menino faleceu há dois anos.

Ainda de acordo com o conselho, o garoto está em um abrigo e ficará no local até ser levado para a casa da avó, que possui a guarda dele e mora no Rio Grande do Sul.

O pai do menino foi encaminhado ao plantão norte da cidade, onde foi registrado boletim de ocorrência por maus-tratos. Ele foi ouvido pelo Conselho Tutelar e responderá pelo crime em liberdade.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Dolores O’Riordan, cantora do Cranberries, morre aos 46 anos

Jovem morta por ‘inveja’ fez post xingando suspeita: ‘Despeitada’

Após três anos de queda, venda de ônibus e caminhões tem alta de 5%

Mega-Sena, três apostas dividem R$ 12 milhões


Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias

Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias


“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro

“Como estava solteiro, esse dinheiro de auxílio moradia usava pra comer gente.”, diz Bolsonaro


S&P rebaixa nota de crédito do Brasil

S&P rebaixa nota de crédito do Brasil


Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade

Suzane Richthofen tem parecer favorável para cumprir resto da pena em liberdade