Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Irmã de menor cuja ossada foi achada em matagal foi abusada por assassino

Outras vítimas identificaram Manoel Eleotério como responsável pelos crimes. Ana Cláudia, de 16 anos, foi assassinada em Cubatão.


quarta-feira, 06/julho/2016
Irmã de menor cuja ossada foi achada em matagal foi abusada por assassino

A Polícia Civil investiga a participação do homem que matou a jovem Ana Cláudia da Conceição Silva, de 16 anos, em ataques envolvendo outras garotas da cidade. Apenas nesta semana, três vítimas reconheceram Manoel dos Santos Eleotério, de 24 anos, como responsável por abusos sexuais e tentativas de estupro, entre elas a irmã da adolescente assassinada em Cubatão (SP) em novembro do ano passado.

Ana Cláudia saiu de sua casa, em Cubatão, no dia 18 de novembro de 2015 para se encontrar com um rapaz que conheceu pela internet e não foi mais vista. Depois de sete meses de investigação, a polícia prendeu, na última quarta-feira (29), Manoel, que confessou ter matado a adolescente ao tentar estuprá-la. O homem também apontou onde escondeu o corpo da vítima.

Segundo as investigações da divisão de homicídios da Delegacia Antissequestro de Santos (Deas), o suspeito agia com o mesmo ‘modus operandis’ em todos os crimes.

Ele abordava as vítimas na rua e, após uma conversa rápida, oferecia uma carona de carro às vítimas. Em seguida, as mulheres eram levadas a um matagal próximo ao Rio Pilões. No mesmo local, a polícia localizou a ossada de Ana Cláudia.

Desabafo
Durante os últimos sete meses, os familiares de Ana Cláudia realizaram manifestações para chamar a atenção das autoridades com o objetivo de incentivar o prosseguimento das investigações sobre o desaparecimento da adolescente.

Em entrevista ao G1, Sabrina Cristina Silva, irmã da vítima, confirmou que foi atacada pelo suspeito poucos meses antes da irmã ter desaparecido. De acordo com ela, a abordagem foi a mesma feita com Ana Cláudia. “Ele vai pagar pelo que fez. Infelizmente, ele preso não vai adiantar, não vai trazer a minha irmã de volta. Porém, acredito que agora a Justiça foi feita”, disse ela, logo após a prisão de Manoel.

“Frio”
Segundo Mazagão, o suspeito se mostrou frio durante todo o tempo e chegou a contar uma outra história para o crime. A Polícia Civil divulgou um vídeo onde o suspeito aponta o local exato onde os restos mortais de Ana Cláudia estavam (assista o vídeo abaixo).

“Ele nos contou que teria levado a jovem para um local, de moto, e ela caiu, bateu a cabeça e morreu. No entanto, fizemos alguns questionamentos e ele disse que matou ela após tentar agarrá-la e ela reagir. Ele se mostrou frio durante as diligências”, explicou.

Fonte: G1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Prefeito de Petrópolis, pede desculpa e diz que vai revogar lei do Dia do Servidor ‘Bonito Esteticamente’

Demora em associar ruído a submarino que desapareceu causa polêmica na Argentina

Anatel começa a bloquear celular pirata a partir de maio de 2018

Parceiro de Alceu Valença, cantor e compositor Tito Lívio morre aos 60 anos, em Olinda


Estudo aponta contaminação por cocaína no mar do litoral de SP

Estudo aponta contaminação por cocaína no mar do litoral de SP


Mega-Sena, ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 60 mi

Mega-Sena, ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 60 mi


Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor

Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor


Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas

Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas