Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Lavagem de dinheiro: operação da PF cumpre mandado no Ministério do Turismo

O Ministério do Turismo informou, por meio de nota, que o servidor será exonerado e que vai colaborar com a Polícia Federal


quinta-feira, 26/outubro/2017
Lavagem de dinheiro: operação da PF cumpre mandado no Ministério do Turismo

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (26) a Operação Lavat, que é um desdobramento da Operação Manus, deflagrada em junho deste ano contra organização criminosa que praticava lavagem de dinheiro e fraudes em licitação pública. Um dos mandados foi cumprido no Ministério do Turismo, na sala do assessor Norton Domingues Masera.

De acordo com os investigadores, durante a análise do material obtido na primeira operação foram encontradas “fortes evidências” de que outras pessoas ligadas à mesma organização criminosa deram continuidade à pratica de crimes como lavagem de dinheiro e ocultação de valores para o chefe do grupo.

De acordo com a PF, cerca de 110 policiais federais cumprem 27 mandados judiciais, sendo 22 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e dois de condução coercitiva em Brasília e, também, em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta, São José do Mipibu e Angicos – cidades localizados no Rio Grande do Norte.

O Ministério do Turismo informou, por meio de nota, que o servidor será exonerado e que vai colaborar com a Polícia Federal “para que os fatos sejam apurados com correção”.

A PF informa ainda que identificou esquema criminoso que fraudava licitações em diversos municípios do Rio Grande do Norte para obter contratos públicos. As fraudes somam cerca de R$ 5,5 milhões “para alimentar a campanha ao governo do estado de 2014”.

Operação Manus

Dentre os investigados na operação de junho que deu origem à Lavat, está o ex-ministro do Turismo Henrique Alves, atualmente detido no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

A Operação Manus investigou atos de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal. Na época em que foi deflagrada, a operação estimava que o superfaturamento da obra chegou a R$ 77 milhões.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Relatório dos EUA afirma que tripulantes de submarino argentino tiveram morte imediata em explosão

Caixa prorroga prazo para concluir financiamento de imóveis usados aprovados antes de reduzir limite

Morre em São Paulo o estilista Ocimar Versolato

Facebook diz ‘esperar tomar medidas’ contra perfis falsos no Brasil antes das eleições de 2018


Carro cai no mar e motorista desaparece em São Sebastião

Carro cai no mar e motorista desaparece em São Sebastião


Denatran torna mais rigorosa a inspeção de veículos

Denatran torna mais rigorosa a inspeção de veículos


Marco Aurélio Mello determina quebra de sigilos bancário e fiscal de Aécio Neves

Marco Aurélio Mello determina quebra de sigilos bancário e fiscal de Aécio Neves


Quer mudar para Santa Catarina? Estado tem 765 vagas abertas em concursos

Quer mudar para Santa Catarina? Estado tem 765 vagas abertas em concursos