Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Lolla vai ter bebidas mais caras, com cerveja a R$ 10 e refrigerante a R$ 7,50


sexta-feira, 27/março/2015
Lolla vai ter bebidas mais caras, com cerveja a R$ 10 e refrigerante a R$ 7,50

Os preços de bebidas da quarta edição brasileira do Lollapalooza subiram até 66,6% em relação ao ano passado. A cerveja vai custar R$ 10 (11% mais caro em relação aos R$ 9 de 2014). O refrigerante sai por R$ 7,50 (50% mais que os R$ 5 há um ano). O copo de água teve a maior alta: 66,6%, de R$ 3 em 2014 para R$ 5 em 2015.

Os três preços subiram acima da inflação no Brasil. A inflação nos últimos doze meses, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi de 7,7%.

O Lollapalooza vai contar uma moeda própria, o Lolla Mango. Só com ela o público poderá comprar lanches e bebidas no Chef Stage, em quiosques e em foodtrucks. O Lolla Mango vale R$ 2,50. A cerveja custa 4 mangos, ou R$ 10 (chopp de 400 ml ou Skol Senses de 269 ml), o refri 3 mangos, ou R$ 7,50 (lata) e a água 2 mangos, ou R$ 5 (copo 300 ml). Veja a lista completa de preços de bebidas e alimentos no festival. 

O Festival acontece nos dias 28 e 29 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Segundo a organização, o objetivo de se criar uma moeda é “evitar filas, otimizar o tempo e proporcionar mais conforto” (saiba mais).

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor

Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas

Anthony Garotinho e Rosinha Matheus são presos

Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta


Operários acham suástica gigante na Alemanha

Operários acham suástica gigante na Alemanha


Unicamp aprova cotas étnico-raciais no vestibular 2019

Unicamp aprova cotas étnico-raciais no vestibular 2019


TRF4 nega recurso a Dirceu em decisão condenatória de processo da Lava Jato

TRF4 nega recurso a Dirceu em decisão condenatória de processo da Lava Jato


Mulher morta a tiros pelo marido fez BO por agressão uma semana antes do crime

Mulher morta a tiros pelo marido fez BO por agressão uma semana antes do crime