Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Lula e Dilma visitam obra do São Francisco na PB e fazem discurso

'Eles que peçam a Deus para eu não ser candidato', disse Lula.


domingo, 19/março/2017
Lula e Dilma visitam obra do São Francisco na PB e fazem discurso

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff estiveram neste domingo (19) na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano para, segundo a assessoria de comunicação do Instituto Lula, participar da “Inauguração Popular da Transposição do São Francisco”. A inauguração oficial do eixo leste da transposição do Rio São Francisco foi feita pelo presidente da República Michel Temer no dia 10 de março.

No discurso, Lula ressaltou que pretende disputar as Eleições em 2018. “Eu sou um homem que não tem ressentimento. Quando a gente chega aos 70 anos não temos como mais guardar ódio. Eu quero dizer para todo mundo que eu aprendi a andar de cabeça em pé neste país. Eu nem sei se estarei vivo para ser candidato em 2018, e sei que eles querem que eu não seja candidato. Eles peçam a Deus para eu não ser candidato, porque se eu for é para ganhar e trazer de volta à alegria deste país”, disse.

A integração do São Francisco tem como objetivo levar água a cerca de 12 milhões de pessoas que vivem no sertão de quatro estados – Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O projeto se estende por 477 km e é dividido nos eixos leste, com 217 km, e norte, com 260 km.

Os debates para realizar a transposição começaram no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As obras tiveram início em 2007. A previsão inicial era que todo o projeto fosse concluído em 2012, ao custo de R$ 4,5 bilhões. Em 2016, a ex-presidente Dilma Rousseff chegou a afirmar que as obras da transposição seriam concluídas naquele ano, porém somente em março deste ano o primeiro eixo está sendo inaugurado.

Os ex-presidentes chegaram à Paraíba na manhã deste domingo, após pousarem no Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande. Uma comitiva, composta pelos ex-presidentes, pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), pelos os governadores da Bahia, Rui Costa (PT); do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB); do Ceará, Camilo Santana (PT); e do Piauí, José Wellington Barroso (PT); pelos senadores Lindbergh Farias (PT), Gleisi Hoffmann (PT) e Humberto Costa; pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e por deputados, prefeitos e vereadores de cidades da Paraíba e Pernambuco, saiu de Campina Grande pela BR-230 até a cidade de Monteiro.

Antes da chegada da comitiva no local, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou um engarrafamento na BR-412, que dá acesso ao município. De acordo com o órgão, entre o final da manhã e o início da tarde deste domingo, o congestionamento de carros e ônibus chegava a cerca de três quilômetros.

Segundo a assessoria de comunicação do Instituto Lula, a solenidade teve início na entrada da cidade, com o plantio de árvores por parte de Lula e Dilma, por volta das 13h. A comitiva seguiu em carreata até o centro da cidade, quando houve a “inauguração popular”, que teve início por volta das 16h.

Lula discursou sobre ‘povo pobre’
“O povo nordestino é o dono do Rio São Francisco e não apenas um estado. O povo tem que ter direito à água, não apenas para beber e dar pros seus animais, mas para plantar um pé de alface, um pé de feijão, um pé de milho ou um pé de macaxeira. […] Eu acho, companheiros e companheiras, que a esperança é a coisa que mais mobiliza uma sociedade. Não é possível um homem ou uma mulher sobreviver se não tiver esperança. Acabou o tempo de dizer que o Nordeste é um lugar que só tem pobre. […] A matemática é simples. Não precisa ser grande doutor. Nós já provamos no primeiro mandato que o pobre não é problema. O pobre é a solução”, disse Lula.

Dilma falou sobre importância da transposição
“Aqui em Monteiro nós estamos mostrando que o Rio São Francisco chegou aqui porque nós, tanto o presidente Lula, que teve a ideia e porque é daqui do Nordeste, porque sabe o valor da água para cada um nordestino, homem ou mulher, criança, bebê, ele sabia na carne esse valor e por causa disso foi o primeiro presidente a de fato ver que o Nordeste precisava da água para se desenvolver. […] O presidente Lula deixou o projeto pronto e eu tenho a honra de ter dado o prosseguimento”, disse Dilma.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor

Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas

Anthony Garotinho e Rosinha Matheus são presos

Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta


Operários acham suástica gigante na Alemanha

Operários acham suástica gigante na Alemanha


Unicamp aprova cotas étnico-raciais no vestibular 2019

Unicamp aprova cotas étnico-raciais no vestibular 2019


TRF4 nega recurso a Dirceu em decisão condenatória de processo da Lava Jato

TRF4 nega recurso a Dirceu em decisão condenatória de processo da Lava Jato


Mulher morta a tiros pelo marido fez BO por agressão uma semana antes do crime

Mulher morta a tiros pelo marido fez BO por agressão uma semana antes do crime