Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

No Twitter, Trump diz que não vai permitir que transgêneros prestem serviço militar

Presidente dos EUA diz que militares devem se concentrar apenas em vitórias 'decisivas e extraordinárias', e que questões médicas poderiam tirar o foco dos militares transgêneros.


quarta-feira, 26/julho/2017
No Twitter, Trump diz que não vai permitir que transgêneros prestem serviço militar

O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (26), que não vai permitir que transgêneros prestem nenhum tipo de serviço militar aos EUA.

De acordo com Trump, a decisão foi tomada após consultas com generais e especialistas.

“Nossos militares devem se concentrar em vitórias decisivas e extraordinárias, e não podem se preocupar com os tremendos custos médicos e transtornos que seriam causados por transgêneros entre os militares”, escreveu no Twitter.

O Pentágono revogou a proibição de que pessoas abertamente transgêneros prestassem serviços militares no ano passado, sob a administração do democrata Barack Obama. O plano era permitir que o alistamento começasse esse ano, desde que a transição tivesse sido feita há pelo menos 18 meses.

No mês passado, o secretário de Defesa, Jim Mattis, estendeu o prazo para o início do alisatamento por seis meses, de 30 de junho de 2017 para 1º de janeiro de 2018.

Durante este período seriam revisados os planos de adesão dos transsexuais e o possível “impacto” na preparação “e poder letal” das forças armadas, detalhou então o Pentágono.

Esse adiamento não afetava os transsexuais que já se encontram servindo as forças armadas e cujo futuro é incerto com a decisão anunciada hoje por Trump, que não detalhou em seus tweets quando e como se aplicará essa proibição.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Prefeito de Petrópolis, pede desculpa e diz que vai revogar lei do Dia do Servidor ‘Bonito Esteticamente’

Demora em associar ruído a submarino que desapareceu causa polêmica na Argentina

Anatel começa a bloquear celular pirata a partir de maio de 2018

Parceiro de Alceu Valença, cantor e compositor Tito Lívio morre aos 60 anos, em Olinda


Estudo aponta contaminação por cocaína no mar do litoral de SP

Estudo aponta contaminação por cocaína no mar do litoral de SP


Mega-Sena, ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 60 mi

Mega-Sena, ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 60 mi


Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor

Assembleia paulista aprova lei que facilita sujar nome de devedor


Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas

Black Friday: veja os principais problemas dos últimos anos e listas de empresas mais reclamadas