Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Operação em 13 cidades combate quadrilha suspeita de vender carne roubada no Rio Grande do Sul

Conforme a polícia, quadrilha roubava gado, cooptava funcionários de fazendas ou pagava com cheques sem fundo. Carne era vendida por preços baixo do de mercado.


quarta-feira, 14/junho/2017
Operação em 13 cidades combate quadrilha suspeita de vender carne roubada no Rio Grande do Sul

Uma operação da Polícia Civil, deflagrada nesta quarta-feira (14), em 13 cidades do Rio Grande do Sul resultou na prisão de 10 pessoas suspeitas de envolvimento em crimes relacionados com a venda de carne roubada e imprópria para consumo.

De acordo com a investigação, iniciada em agosto de 2016, a quadrilha agia de três formas: roubando o gado; cooptando funcionários de fazendas; ou praticando estelionato com cheques sem fundos ou em nome de laranjas. São cumpridos um total de 48 ordens judiciais.

Na cidade de Progresso, no Vale do Taquari, foi preso um ex-vereador suspeito de integrar a quadrilha. A polícia se preparava para dar início ao cumprimento das ordens judiciais quando avistou o ex-vereador trafegando com um caminhão usado para o transporte de animais.

O veículo foi apreendido, bem como R$ 10 mil em dinheiro e cheques. Na casa do suspeito foi apreendida uma arma e documentos sobre a venda de animais.

E um açougue localizado na Avenida Boqueirão, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi presa durante a manhã desta quarta, uma mulher que é esposa do homem apontado como líder da quadrilha. Ele foi preso na cidade de Restinga Seca há alguns dias.

Na local a fiscais agropecuários encontraram bandejas de carne conservadas de forma imprópria. Cartazes em frente do estabelecimento comercial mostram ofertas com preços muito abaixo do de mercado.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
ASAS derruba umidade para 9%, promove geada e frio radiativo no Sudeste e Sul do Brasil. Frio pode aumentar no final de semana

Justiça Federal autoriza leilão de R$ 14,5 milhões em bens de Sérgio Cabral

Janot diz que não há dúvidas de que Temer cometeu ‘crime de corrupção’

Avião interceptado pela FAB com cocaína decolou de fazenda da família de Maggi


Palocci é condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro

Palocci é condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro


Lula tem 30%, Bolsonaro, 16%, e Marina, 15%, aponta pesquisa Datafolha para 2018

Lula tem 30%, Bolsonaro, 16%, e Marina, 15%, aponta pesquisa Datafolha para 2018


Jovens acampam para comprar tênis de Kanye West

Jovens acampam para comprar tênis de Kanye West


Maia sanciona lei que libera remédios para emagrecer, informa Casa Civil

Maia sanciona lei que libera remédios para emagrecer, informa Casa Civil



CFW Agência de Internet