Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Rival do Nubank lança pulseira que paga compras por aproximação

Produto já está disponível e custa R$ 49,90 para os clientes da Trigg. A intenção da fintech é agilizar e facilitar os pagamentos dos usuários do app


quinta-feira, 19/outubro/2017
Rival do Nubank lança pulseira que paga compras por aproximação
Concorrente do Nubank, a fintech Trigg lançou nesta quarta-feira (18) uma pulseira que permite realizar compras por aproximação. A “band” de silicone elástico e à prova d’água é fruto de uma parceria com a Visa.

Lançada em maio deste ano, a Trigg é uma empresa de tecnologia que atua no setor financeiro. Ela oferece um cartão de crédito cujas movimentações podem ser acompanhadas pelos usuários através de um aplicativo de smartphone, assim como o Nubank.

A diferença entre ambas as fintechs é que a Trigg cobra uma taxa de anuidade de 118,90 reais. Porém, diferente do aclamado cartão roxo da Nubank, o cartão da Trigg oferece cashback —basicamente, você ganha dinheiro, em forma de desconto nas suas faturas, conforme usa o cartão. Quanto mais você usa, maior é o desconto.

Com a nova pulseira, a Trigg pretende facilitar e agilizar a forma como os usuários fazem pagamentos. O produto já pode ser solicitado via app por todos os clientes da fintech e tem um custo único de 49,90 reais, que pode ser parcelado em duas vezes.

“Cada pulseira vem com um chip, que tem o mesmo número que o cartão de crédito tradicional do usuário. É como se ele tivesse dois cartões iguais e pudesse utilizar qualquer um deles a qualquer hora, com a mesma senha”, explica Marcela Miranda, sócia e chefe de operações da Trigg.

Os gastos pagos através da pulseira são controlados via aplicativo da mesma forma que aqueles pagos com o plástico normal. A diferença é que eles estarão sinalizados com o símbolo da NFC (Near Field Communication), que é a tecnologia utilizada no produto.

“O cliente poderá bloquear e desbloquear o uso da ‘band’ através do aplicativo, assim como já faz com o cartão”, afirma Marcela. “A pulseira foi pensada para um público que se identifica com um acessório que agiliza o momento das compras e que pode ser usado na prática de esportes, durante um mergulho na praia ou ao pagar a manicure, por exemplo.”

Embora pulseiras que permitam realizar compras por aproximação não sejam uma novidade no mercado de meios de pagamento, chama atenção o fato de que a “band” da Trigg está diretamente ligada a um cartão de crédito, e não a um sistema pré-pago, como geralmente acontece com produtos semelhantes.

Desafio

Para Percival Jatobá, vice-presidente de produtos da Visa, o desafio do produto é convencer os lojistas a migrar os meios de pagamento oferecidos aos clientes para o sistema NFC. “Tem que partir deles. Nosso desafio é mostrar a quem está do outro lado do balcão que não há motivos para ter receio da nova tecnologia, que já é consolidada em outras partes do mundo, como na Austrália.”

Atualmente, mais de 3 milhões de maquininhas de cartões de crédito já aceitam o pagamento com a tecnologia NFC. “Não acreditamos aqui na Visa que os cartões de crédito de plástico tradicionais vão acabar. Tem gente que usa eles e está satisfeita, funciona para eles. Mas sabemos que há um espaço enorme para as novas tecnologias, que são abraçadas principalmente pelos mais jovens.”

Espera-se que até 2019, o valor global das transações sem contato feitas via cartões de pagamento —mobile e wearables— chegue a 1,3 trilhão de dólares, mais do que duplicando a estimativa de 590 bilhões de dólares em 2017, segundo a Juniper Research.

Segundo a Visa, 50 bilhões de máquinas (das mais variadas, de celulares a cafeteiras, por exemplo) deverão estar integradas aos meios de pagamento até 2050, movimentando 7,1 trilhões de dólares —quase 2 vezes o valor de pagamento movimentado pela Visa no mundo todo atualmente.

Via Exame

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Suspeito assume ter extorquido padre com vídeo de sexo, mas nega ter matado PM

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook

‘Ele pagava o que podia’, diz Pepita Rodrigues sobre prisão do filho, Dado Dolabella

Começa amanhã o pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em março e abril


Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira

Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira


Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro

Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro


STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares

STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares


Trem que liga Londres a Amsterdã faz viagem inaugural

Trem que liga Londres a Amsterdã faz viagem inaugural