Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

TSE lança título de eleitor digital que pode substituir documento impresso na votação

Documento virtual exibe a foto dos eleitores que já passaram pelo cadastro biométrico.


sexta-feira, 01/dezembro/2017
TSE lança título de eleitor digital que pode substituir documento impresso na votação

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, lançou nesta sexta-feira (1º) o E-título, documento digital que pode substituir no dia da eleição o título de eleitor. A novidade já valerá na eleição do ano que vem para qualquer eleitor.

Os eleitores podem acessar o E-título diretamente em um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente por smartphone ou tablet por meio da App Store (sistema IOS) e do Google Play (sistema Android).

Por enquanto, somente os celulares ou tablets que rodam o sistema Android podem baixar o aplicativo do TSE. Nos casos de equipamentos com IOS, informou a assessoria do tribunal, o aplicativo estará disponível para download em dez dias, na loja da App Store.

A versão digital do título de eleitor apresenta novidades em relação ao documento tradicional. O E-título exibe informações sobre quitação eleitoral, dados sobre cadastramento biométrico e endereço do local de votação, disponibilizando, inclusive, um mapa com geolocalização.

Além disso, para quem já passou pelo cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral, o E-título exibirá a foto do eleitor, que é tirada na mesma ocasião em que é coletada a biometria. Para quem não fez cadastramento biométrico, a foto não aparece.

O documento digital de identificação dos eleitores também terá um QR Code para a validação na zona eleitoral. Ao inserir no aplicativo o número do título eleitoral, o nome do eleitor, a filiação e a data de nascimento, o E-título será validado e liberado.

Segundo a assessoria do TSE, o novo documento digital foi desenvolvido integralmente pela Justiça Eleitoral, uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) adotada por Gilmar Mendes para distribuição nacional.

A implementação do E-título foi feita em conjunto pelos servidores da área de TI do Tribunal Superior Eleitoral e do TRE do Acre. Conforme a assessoria do TSE, a iniciativa não gerou custos extras para os cofres públicos.

Título de eleitor impresso

Apesar de os eleitores passarem a ter a possibilidade de apresentar na hora da votação apenas o celular ou o tablet com o E-título, o documento tradicional, impresso, continuará valendo.

No caso de o eleitor optar pelo título de eleitor, ele terá que apresentar, como já é exigido atualmente pela Justiça Eleitoral, um documento com foto, como carteira de identidade ou de habilitação.

A versão impressa do título continuará sem foto, mesmo para os eleitores que já tenham feito o cadastro biométrico.

Os eleitores que comparecerem à seção eleitoral com o E-título só precisarão apresentar o documento digital.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Um milhão de pessoas irão receber indenização de poupança, saiba como será o pagamento

Suspeito assume ter extorquido padre com vídeo de sexo, mas nega ter matado PM

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook

‘Ele pagava o que podia’, diz Pepita Rodrigues sobre prisão do filho, Dado Dolabella


Começa amanhã o pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em março e abril

Começa amanhã o pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em março e abril


Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira

Karla Souza, atriz de ‘How To Get Away With Murder’, afirma que foi estuprada por diretor no início da carreira


Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro

Clarão é visto no céu da Bahia; astrônomo fala em meteoro


STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares

STJ substitui prisão de irmãos Joesley e Wesley Batista por medidas cautelares