Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

USF leva brincadeiras para escola em Guarapuava

Todas as brincadeiras foram desenvolvidas pelos bolsistas.


quarta-feira, 08/novembro/2017
USF leva brincadeiras para escola em Guarapuava

O projeto Brincar, ler e contar histórias: crianças e professores ocupando a universidade realizou uma manhã recreativa na Escola Municipal Dalila Haenisch Teixeira, em Guarapuava. A atividade fez parte da V SIEPE, a Semana de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (ocorrida no final de outubro), organizada pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). O evento teve caráter multidisciplinar, promovendo a interação entre graduação, pós-graduação, professores, alunos e comunidade em geral, através de minicursos, oficinas e palestras.

Pedro Silvano é aluno do quinto ano e adora praticar esportes. Para ele, momentos como esse são sempre especiais, pois dificilmente consegue participar de uma atividade diferente devido a falta de brinquedos na escola. A professora Joseane de Queiroz Novakosk conta que não só Pedro mas todos os outros alunos estavam animados com a visita do projeto, liderado pelo professor Marcos Gehrke, do Departamento de Pedagogia, Campus Santa Cruz (Unicentro). “Aqui no bairro, as crianças muitas vezes não têm acesso a esse tipo de brincadeira, um parque ou atividade esportiva. A maioria deles só encontram isso aqui e ainda assim são raras as oportunidades”, comenta, sobre a falta de bolas, cordas e outros materiais.

Perna de pau, pé de lata, cordas, damas com saquinhos, pega palito e vai e vem foram alguns jogos disponibilizados para todas as crianças. Para a bolsista e estudante do terceiro ano de Pedagogia da Unicentro Emily Ribeiro Botelho, o projeto está auxiliando muito na sua futura profissão, pois “tem sido um momento de aprendizado já que todos os brinquedos foram confeccionados pela nossa equipe”, comenta.

O pedagogo e bolsista do projeto Régis Silva explica que eles não trabalham apenas com as contações de histórias e, por isso, o foco da atividade foi levar brincadeiras para a escola Dalila. ”Nós estamos desenvolvendo uma ação voltada para a recreação, atendendo aproximadamente 150 crianças do terceiro ao quinto ano, com atividades que explorem mais a parte externa da escola”.

Brincar, ler e contar histórias: crianças e professores ocupando a universidade é uma das mais de 100 propostas que têm sido financiadas desde o começo do ano por meio do programa Universidade Sem Fronteiras (USF), uma das maiores ações extensionistas do Brasil. Estas mais de 100 iniciativas são operacionalizadas diretamente pelas sete universidades estaduais do Paraná – Unioeste, UENP, Unespar, UEL, UEM, UEPG e Unicentro, com recursos obtidos por meio de edital da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, a Seti/PR.

Confira mais fotos em: https://goo.gl/jMvfmc

Saiba mais sobre esse projeto e outras iniciativas do USF em www.unicentro.br/midiaememoriasemfronteiras.

 

Texto e foto André Justus / Mídia e Memória Sem Fronteiras

 

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Saiba diferenciar letra feia de Disgrafia

A modelo, repórter e apresentadora FÁBIA GOUVÊA, agora é Coach de Transformação de Vidas

Ó Deus, temos um robô em nossa casa!

Guarapuava tem conselheiro estadual de Cultura


Projeto do USF capacita novos contadores de histórias

Projeto do USF capacita novos contadores de histórias


Sinepe/PR terá seu primeiro Hackathon nesse fim de semana

Sinepe/PR terá seu primeiro Hackathon nesse fim de semana


Immi Canada e 3RA Intercâmbio promovem palestra em Porto Alegre

Immi Canada e 3RA Intercâmbio promovem palestra em Porto Alegre


Seu filho tem transtornos de aprendizagem ou apenas uma dificuldade?

Seu filho tem transtornos de aprendizagem ou apenas uma dificuldade?