Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Como evitar as dores musculares


quinta-feira, 26/março/2015
Como evitar as dores musculares

Você segue o treino programado, se alimenta de forma adequada e aposta na musculação para o fortalecimento muscular. Ainda assim, as dores musculares, vez ou outra, irão aparecer para atormentar os treinos.

O incômodo muscular acontece, principalmente, após uma carga acima do normal de atividade física, já que o seu corpo não está habituado com esse tipo de estímulo mais intenso. Além disso, a fadiga muscular que aparece em corredores que ainda não estão bem treinados também pode desencadear as tais dores. E sua duração depende da intensidade do treinamento. Há quem sofra com elas até 72 horas depois do treinos, outros, têm três ou quatro dias de dor, até mesmo seis, se forem muito intensas.

Porém, ao contrário do que se pensa, é possível aliviar esses incômodos musculares sem comprometer o seu treinamento. Para isso, você precisa estar atento a algumas recomendações:

1. Foco no repouso
O ideal é que você evite movimentos repetitivos por alguns dias. Mas saiba que é essencial, após esse intervalo forçado, que você pare e faça uma pausa regular nos treinos, aproveitando para relaxar e alongar a parte que está sendo mais exigida.

2. Hidratação na medida certa
A desidratação, além de uma inimiga para seu desempenho na corrida, também pode prejudicar a sua melhora em relação à dor. Por isso, mantenha-se sempre hidratado para compensar as perdas de sais minerais, que são inevitáveis por conta do suor.

3. Alimentação ideal
Aquelas dietas que restringem o uso de carboidratos ou não têm uma quantidade adequada de proteínas podem ser o gatilho para dores musculares. Fique atento, então, ao que você coloca no prato, sempre buscando ingerir, também, alimentos ricos em proteínas, importantes para a reconstrução muscular.

4. Faça massagens
Se for descartada a lesão muscular, você pode aliviar a dor com massagens realizadas por um profissional habilitado. Com elas, seu músculo ficará relaxado e você poderá retornar aos treinos mais rapidamente.

5. Aposte em exercícios suaves
Caso você não consiga ficar longe dos treinos, invista em exercícios mais suaves, onde a demanda de esforço seja menor. Aumente a intensidade da corrida e sua velocidade aos poucos, quando perceber que a dor está mais leve.

6. Anti-inflamatórios podem ser uma saída
Essa é outra opção de tratamento inicial, já que os anti-inflamatórios oferecem efeito analgésico local sem apresentar danos colaterais, sendo uma boa opção para minimizar a dor.

(Fonte: Dr. Fábio Mustafá, ortopedista e clinico-geral no Rio de Janeiro)


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Big rider português surfa bomba e pode quebrar recorde de McNamara em Nazaré

Corinthians acerta retorno de Emerson Sheik, herói do título da Libertadores

Inscrições para a 5ª Pesca Internacional ao Tucunaré estão abertas

Ex-top sofre acidente no Havaí, desmaia, tem convulsão e é salvo por brasileiro


John John Florence conta com tropeço de Medina e fatura o bi mundial no Havaí

John John Florence conta com tropeço de Medina e fatura o bi mundial no Havaí


Competição desafia guarapuavanos nas escadarias da Capela do Degolado

Competição desafia guarapuavanos nas escadarias da Capela do Degolado


Inscrições para o Desafio do Degolado terminam nesta quinta (14)

Inscrições para o Desafio do Degolado terminam nesta quinta (14)


Torneio Dalba está com as inscrições abertas

Torneio Dalba está com as inscrições abertas