Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Como proteger os olhos nas práticas esportivas

Seja em esportes praticados na terra ou na água, o uso dos óculos adequados protege não somente dos raios ultravioletas, mas do impacto.


quinta-feira, 10/março/2016
Como proteger os olhos nas práticas esportivas

É senso comum que atividades esportivas fazem bem ao corpo, à mente e são indicadas para lazer e manutenção da saúde. Para praticá-las, geralmente é necessário o uso de equipamentos de proteção ou uniformes adequados. Muitas vezes, entretanto, um item é esquecido: os óculos. Atividades que requerem contato com sol, areia ou produtos químicos, por exemplo, exigem cuidados especiais. Esportes de contato também pedem proteção, mas até com estes protetores é preciso estar atento.

 

Segundo oftalmologista Lúcio Maranhão, os óculos são indispensáveis para profissionais ou amadores de esportes como vôlei ou natação. “O contato com o sol, a areia e produtos químicos utilizados na piscina, como o cloro, podem prejudicar bastante a visão”, explica. No caso de pessoas expostas aos raios ultravioleta, por exemplo, os óculos escuros são primordiais e precisam, sempre, ter qualidade comprovada. Isto porque as lentes escuras informam à pupila que uma menor quantidade de luz está incidindo sobre ela, de forma que se dilata. Caso os óculos não tenham,a proteção adequada, prejudicam a pessoa mais do que se ela estivesse sem eles, pois a pupila estará mais aberta para receber a luz.

 

Ele informa ainda que o olho localiza-se em um estojo ósseo (órbita), mas ela não é suficiente para proteção em todas as condições advindas de traumatismos. “Dentre os problemas que podem decorrer da prática de atividades de contato com pessoas ou bolas, como tênis ou basquete, por exemplo, estão perfurações do globo ocular, lesões como luxação, hemorragias internas, fratura da órbita e até mesmo deslocamento da retina”, explica. Nestes casos, os óculos de proteção devem ser usados, mas desde que elaborados com o material adequado como lentes incolores em policarbonato, que resistem a altos impactos e impedem a quebra das lentes sem machucar os olhos. “De outra forma, em materiais diferentes, eles podem estilhaçar no rosto devido ao impacto e causar ainda mais problemas”, explica.

 

Alguns praticantes de esportes ainda têm uma necessidade maior de proteção. “É o caso de pessoas com alta miopia, visão em apenas um olho, pacientes operados recentemente ou que possuem alguma doença ocular”, conclui.

 

Serviço

www.hope.com.br

ILHA DO LEITE – Hospital e Clínica

Rua Francisco Alves, 887, Ilha do Leite, Recife – PE
(81) 3302-2020

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 7h às 18h


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Torneio Dalba está com as inscrições abertas

Fifa suspende Guerrero por um ano. Peruano reagiu com “surpresa e decepção”

J. Malucelli desiste e Batel de Guarapuava irá disputar segundona em 2018

Confira o percurso da Corrida da Virada de Guaratuba


Meia Maratona de Guarapuava Uninter deve reunir mais de 500 atletas

Meia Maratona de Guarapuava Uninter deve reunir mais de 500 atletas


Chape vence, vai à Libertadores e rebaixa o Coritiba

Chape vence, vai à Libertadores e rebaixa o Coritiba


Guarapuava receberá a 2ª Etapa do Circuito Paranaense de  Paramotor

Guarapuava receberá a 2ª Etapa do Circuito Paranaense de Paramotor


Inscrições da Corrida Noturna de Revezamento podem ser feitas até sábado

Inscrições da Corrida Noturna de Revezamento podem ser feitas até sábado