Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

As dez refeições mais caras dos deputados estaduais em 2015

“Despesas de alimentação” contam com despesas acima de R$ 850; gasto mais alto foi de R$ 1.175 em um único almoço


sábado, 09/janeiro/2016
As dez refeições mais caras dos deputados estaduais em 2015

Dezembro é pródigo em festas e extravagâncias gastronômicas em todo o mundo. Mês em que as famílias se reúnem para fartas refeições. Mas as notas fiscais apresentadas pelos deputados estaduais do Paraná entre janeiro e novembro de 2015 mostram um grande apetite durante todo o ano. Com base em dados da própria Assembleia Legislativa, a Gazeta do Povo separou as dez notas fiscais mais altas apresentadas pelos legisladores nesse período. Os dados de dezembro ainda não estão disponíveis. Todas elas superam R$ 850. Carnes nobres e massas estão no topo das preferências dos nossos representantes.

Cada deputado tem uma cota de R$ 31,4 mil para gastar por mês. Esse dinheiro pode ser gasto com 32 itens, incluindo alimentação, combustível, aluguel de escritórios e de imóveis, divulgação do trabalho e serviços de consultoria – desde que ligados ao exercício do mandato. Para ter a despesa ressarcida, basta apresentar a nota fiscal. Não há, porém, qualquer controle sobre como os gastos ocorrem.

Entre janeiro e novembro de 2015, os deputados estaduais paranaenses comprovaram despesas que somam R$ 15,590 milhões. Com R$ 1,3 milhão em gastos, a alimentação foi a quinta maior despesa nesse período — atrás de transporte, divulgação, comunicação e serviços técnicos.

Comilança

O deputado estadual Artagão Júnior (PMDB) foi o que apresentou a nota fiscal mais alta no quesito – R$ 1.175 gastos no rodízio de carnes nobres Jardins Grill, num único almoço em maio. Ele também aparece na sétima colocação, com uma nota fiscal de R$ 890 na Villa Hamburgueria, em Guarapuava.

Outra curiosidade é a predileção dos legisladores pela churrascaria Batel Grill. Das dez notas fiscais, três foram ali. Duas delas emitidas pelo deputado estadual Nelson Justus (DEM). O local é reconhecidamente de qualidade e opção para visitantes ilustres. Foi nessa casa, por exemplo, que almoçou a seleção de futebol espanhola durante sua estadia em Curitiba para a disputa da Copa do Mundo de 2014.

Refeição completa

Confira abaixo as dez notas fiscais mais altas com “serviços de fornecimento de alimentação” entre janeiro e novembro de 2015 na Alep. As notas de dezembro ainda não foram lançadas no site da Assembleia:

Artagão Júnior (PMDB) – R$ 1.175,10 – Jardins Grill, em maio/2015

Pedro Lupion (DEM) – R$ 1.007,05 – Karbonel Frutos do Mar, em julho/2015

Ademir Bier (PMDB) – R$ 980 – Churrascaria Nelore de Ouro, em novembro/2015

Gilberto Ribeiro (PSB) – R$ 972 – Restaurante Milano, em novembro/2015

Pedro Lupion (DEM) – R$ 915 – Aizu Restaurante, em junho/2015

Gilberto Ribeiro (PSB) – R$ 900 – Restaurante Milano , em julho/2015

Artagão Júnior (PMDB) – R$ 890 – Villa Hamburgueria, em junho/2015

Dr. Batista (PMN) – R$ 877,80 – Batel Grill, em agosto/2015

Nelson Justus (DEM) – R$ 856,70 – Batel Grill, em novembro/2015

Nelson Justus (DEM) – R$ 850 – Batel Grill, em novembro/2015

Gazeta do Povo


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
PRF apreende mais de R$ 240 mil em celulares de última geração

Obra de grande porte causa desvio no trânsito por vários dias

PRF apreende armamento escondido em Palio, na BR-277

Homem contrata programa sexual, se depara com travestis e procura polícia por ‘extorsão’


Pérola do Oeste doa alimentos arrecadados no natal para SOS

Pérola do Oeste doa alimentos arrecadados no natal para SOS


Homem que aplicou golpes em mercados da região é preso em Laranjeiras

Homem que aplicou golpes em mercados da região é preso em Laranjeiras


IAP alerta para proteção da restinga no Litoral do Estado

IAP alerta para proteção da restinga no Litoral do Estado


Prefeitura de Guaratuba trabalha em alguns pontos que ainda estão com alagamentos

Prefeitura de Guaratuba trabalha em alguns pontos que ainda estão com alagamentos