Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Bebidas falsificadas para boates são apreendidas pela Delcon


quarta-feira, 02/dezembro/2015
Bebidas falsificadas para boates são apreendidas pela Delcon

Milhares de garrafas de bebidas alcoólicas de marcas internacionais e nacionais eram falsificadas nos fundos de uma residência no bairro Cajuru. Entre elas, uísques, vodkas, tequilas e licores famosos e muito apreciados em bares e casas noturnas. O proprietário da distribuidora foi detido na tarde desta quarta-feira (02).

A investigação da Delegacia do Consumidor (Delcon) teve início há alguns meses, a partir de denúncias anônimas sobre a venda de bebidas irregulares. Na garagem de uma casa na Travessa Laurido Segala, onde mora Francisco Barbosa Lemos, 65 anos, funcionava a distribuidora, onde também eram comercializadas cervejas, cachaças e águas.

Nos fundos da residência eram feitas as falsificações. Além de várias garrafas vazias, foram encontrados funis e vários galões com a bebida usada pelo criminoso, que os policiais acreditam que seja álcool de cereal. O líquido foi encaminhado para perícia, a fim de confirmar qual é a substância.

“Era uma produção caseira de diversas bebidas destiladas sem nenhum cuidado e nenhuma obediência a critérios clínicos ou de respeito ao consumidor, às marcas e ao meio ambiente”, afirmou o delegado Guilherme Rangel.
Entre os produtos apreendidos estavam várias bebidas e ingredientes com data de validade vencida. Os policiais encontraram ainda as receitas usadas para preparar as falsificações.

Para deixar as garrafas falsificadas mais convincentes, o homem encaixotava as bebidas e plastificava um lacre com maçarico. Segundo o delegado, Francisco vai ser autuado por venda de mercadoria imprópria para consumo e pelo crime ambiental de armazenamento irregular de álcool. “Tinha cerca de 500 litros de álcool, o que colocava em risco tanto a vida dele, quanto a população em volta”, disse Guilherme.

As investigações da Delcon prosseguem, com o objetivo de saber quem repassava as garrafas e caixas vazias e quem eram os compradores.

 

Paranaonline


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Prefeitura de Ponta Grossa oferece 1,2 mil vagas em cursos profissionalizantes pelo Pronatec

Quase 500 toneladas de lixo são retiradas das praias do Paraná em um mês

Denúncia de maus tratos e abandono de animais pode ser feita pelo Portal da Prefeitura de Guaratuba

Suspeitos de tráfico de drogas são detidos em Guaratuba, no litoral do Paraná


Bernardo cumpre agenda em Guarapuava e região tratando de investimentos na Educação

Bernardo cumpre agenda em Guarapuava e região tratando de investimentos na Educação


Trem é atingido por deslizamento de terra na ligação entre Curitiba e o litoral do Paraná

Trem é atingido por deslizamento de terra na ligação entre Curitiba e o litoral do Paraná


Motorista que matou criança e invadiu casa em Guarapuava não tem CNH, diz PM

Motorista que matou criança e invadiu casa em Guarapuava não tem CNH, diz PM


Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu

Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu