Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Comandos e Operações Especiais do Bope comemora 28 anos

O Comandos e Operações Especiais (COE) resolve situações de alto risco. Seu trabalho é reconhecido nacionalmente e seus cursos requisitados por outros estados.


terça-feira, 05/julho/2016
Comandos e Operações Especiais do Bope comemora 28 anos

O Comandos e Operações Especiais (COE), pertencente ao Batalhão de Operações Especiais (Bope), comemorou 28 anos de existência na segunda-feira (4). A subunidade atua em missões que envolvam reféns, vítimas e suicidas armados, bem como ocorrências que necessitem de equipamentos, armas e táticas especiais, como cumprimento de mandados de alto risco, apoio em confrontos armados envolvendo policiais, busca de suspeitos em locais de difícil acesso, operações em ambientes hostis, aquáticos e verticais, além de ações contra o terrorismo.

“A unidade é especialista em áreas onde é necessária uma atuação diferenciada”, disse o comandante do COE, capitão Cezar Hoinatski.

O grupo passou por quatro fases principais. Começou em 1964, como Companhia de Operações Especiais. Em 1968 passou a se chamar Corpo de Operações Especiais e em 1988 recebeu o nome de Comandos e Operações Especiais. Em 2010, com a criação do Bope, o COE continuou com missões específicas e cresce a cada dia.

De acordo com o capitão Hoinatski, o COE é formado por policiais que têm êxito em ações dificílimas. “Nossos profissionais são altamente capacitados e possuem ferramentas para dar respostas mais eficazes”, destaca. Para ingressar no COE o policial precisa se voluntariar e, em seguida, fazer o Curso de Operações Especiais (COEsp). “Buscamos policiais com controle psicológico e emocional, além do elevado nível técnico para poder integrar a tropa”, explica Hoinatski.

COE – O Comandos e Operações Especiais (COE) resolve situações de alto risco. Seu trabalho é reconhecido nacionalmente e seus cursos requisitados por outros estados.

Na sua criação o COE possuía características e treinamentos especiais vindos dos cursos de comandos do Exército, além da utilização de técnicas adquiridas no exterior, através de intercâmbio com SWAT, Forças Especiais do Exército Norte-Americano e demais grupos especializados pelo mundo. Desde sua formação a subunidade passou por diversas configurações, mas sempre foi constituída por suas equipes básicas – o Grupo Tático e a equipe de atiradores de precisão.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do estado em: www.pr.gov.br ewww.facebook.com/governopr


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
PRF apreende mais de R$ 240 mil em celulares de última geração

Obra de grande porte causa desvio no trânsito por vários dias

PRF apreende armamento escondido em Palio, na BR-277

Homem contrata programa sexual, se depara com travestis e procura polícia por ‘extorsão’


Pérola do Oeste doa alimentos arrecadados no natal para SOS

Pérola do Oeste doa alimentos arrecadados no natal para SOS


Homem que aplicou golpes em mercados da região é preso em Laranjeiras

Homem que aplicou golpes em mercados da região é preso em Laranjeiras


IAP alerta para proteção da restinga no Litoral do Estado

IAP alerta para proteção da restinga no Litoral do Estado


Prefeitura de Guaratuba trabalha em alguns pontos que ainda estão com alagamentos

Prefeitura de Guaratuba trabalha em alguns pontos que ainda estão com alagamentos