Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Dois PMs são assassinados na noite desta terça (19) em Curitiba e região

Apesar da proximidade do horário dos assassinatos – o primeiro com registro às 20h18, e o segundo, às 20h23 – a Polícia Militar (PM) fala em situações distintas.


quarta-feira, 20/janeiro/2016
Dois PMs são assassinados na noite desta terça (19) em Curitiba e região

Dois policiais militares foram assassinados na noite desta terça-feira (19) na região metropolitana de Curitiba (RMC). Apesar da proximidade do horário dos assassinatos – o primeiro com registro às 20h18, e o segundo, às 20h23 – a Polícia Militar (PM) fala em situações distintas.

Na primeira ocorrência, um policial morreu após levar um tiro. O fato foi na BR-116, no bairro Vila Zumbi dos Palmares, em Colombo, na RMC. O policial atingido morreu na hora.

Logo depois, outro policial militar foi assassinado em Curitiba. A vítima, que também foi atingida por disparos de arma de fogo, pertencia ao 20° Batalhão. O crime foi entre as ruas Alziro Zarur e Doutor Levy Buquera, no Sítio Cercado.

Segundo a redação apurou, os policiais mortos nesta terça foram identificados como James Wilson Camargo (Colombo) e Nilson Pinheiro da Veiga (Curitiba). O agente morto na capital usava uma camiseta da corporação. A PM, contudo, não confirma os nomes das vítimas.

Por volta das 9h55, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que os membros do comando geral estavam reunidos para discutir a maneira como irão repassar maiores detalhes à imprensa sobre as ocorrências. Até lá, a PM não irá se manifesta a respeito das mortes.

O crime ocorrido em Colombo está sendo investigado pela Delegacia do Alto Maracanã, enquanto a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) assumiu as apurações sobre o policial morto em Curitiba. As apurações dos dois casos também estão sendo acompanhadas pelo Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep) e pela Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

A morte dos policiais ocorre um dia depois do enterro do corpo do soldado Lisandro Lara de Moraes Júnior, da tropa de choque do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da PM, que morreu na madrugada desta segunda-feira (18). Ele estava internado desde o começo do mês, no Hospital do Trabalhador (HT), depois de ser baleado durante uma tentativa de assalto ao comércio de sua família no bairro Fazendinha, em Curitiba.

Organização criminosa

A Associações de Praça do Estado do Paraná (Apra) afirmou que várias denúncias têm chegado à entidade desde a morte dos PMs. Uma delas, e que a associação não descarta, é de que os assassinatos tenham sido resultado de um processo de organização criminosa.

“São denúncias que recebemos. Por isso, não podemos afirmar. Agora, isso com certeza tem que ser muito bem investigado”, declarou o presidente da Apra Orélio Fontana Neto.

Segundo Neto, os policiais foram mortos “barbaramente”, ou seja, eles não estariam em nenhum tipo de confronto. No caso de Curitiba, a informação repassada para a entidade é de que foram dos criminosos os responsáveis pelo assassinado. Eles estavam em uma moto.

Já em Colombo, também teriam sido dois homens os responsáveis pela morte . Eles estavam em um Gol branco na hora do crime e teriam disparado de dentro do veículo.

 

Gazeta do Povo


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Secretário municipal e mais duas pessoas são presas em operação do Gaeco no Litoral

Ponte do Rio Jordão será interditada para continuidade da obra de duplicação

Ambulantes recebem atendimento da Saúde para trabalhar na temporada 2017/2018

Briga de casal termina com apreensão de submetralhadora em Arapoti


Acidente entre carro e caminhão deixa dois mortos na BR-277

Acidente entre carro e caminhão deixa dois mortos na BR-277


Prefeitura realiza mutirão de limpeza e manutenção na cidade

Prefeitura realiza mutirão de limpeza e manutenção na cidade


Polícia prende dupla com 21 cédulas falsas de R$ 100 em Turvo

Polícia prende dupla com 21 cédulas falsas de R$ 100 em Turvo


Bacharelado em Educação Física é o oitavo melhor do sul do país, entre 92 ofertas

Bacharelado em Educação Física é o oitavo melhor do sul do país, entre 92 ofertas