Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Foi mesmo um tubarão que cancelou o torneio de surfe em Matinhos? Biólogo responde

Hugo Bornatowski, do Centro de Estudos do Mar da UFPR, afirma que surfistas agiram certo ao deixar a água durante a competição domingo (28)


segunda-feira, 29/maio/2017
Foi mesmo um tubarão que cancelou o torneio de surfe em Matinhos? Biólogo responde

Depois da suspeita da presença de um tubarão na praia de Matinhos, no Litoral do Paraná ter cancelado a primeira etapa do Campeonato Paranaense de Longboard no domingo (28), restou uma dúvida: era realmente um exemplar do animal mais predador dos mares? Para o Corpo de Bombeiros, que foi acionado pela organização do evento, a maior probabilidade era de que se tratasse de um boto à procura de tainhas. O biólogo Hugo Bornatowski, professor do Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná (CEM-UFPR), entretanto, explica que há sim possibilidade de o animal ser um tubarão.

Bornatowski explica que apesar de não ser algo comum, tubarões podem aparecer nas proximidades das praias no Paraná. E, como são animais selvagens, não podem ser controlados. “A organização do evento foi certíssima em cancelar o campeonato. Apesar da dúvida sobre ser um tubarão ou um golfinho, é melhor não arriscar”, alerta o especialista.

Bornatowski explica que não é comum que as espécies mais encontradas no Litoral paranaense sejam agressivas com humanos. Tanto que nunca houve registro de ataques de tubarões nas praias do estado. “Normalmente os tubarões da região ficam de 5 a 10 quilômetros de distância da costa. Mas a presença deles na praia, muito mais do que um sinal negativo, é algo positivo”, esclarece o professor. De acordo com o especialista, há mais motivos para preocupação se nunca forem vistos tubarões nas redondezas, já que eles são um sinal de equilíbrio no ecossistema marítimo.

Entre as principais espécies de tubarão no litoral paranaense encontram-se o tubarão martelo, o galha preta e o cabeça chata do sul, também conhecido como cabeça redonda. Mas o o bióloo do CEM-UFPR diz que não é possível definir com certeza qual animal seria. “Em imagens realmente não conseguimos afirmar se era um golfinho ou um tubarão. Mas se fosse um golfinho provavelmente teria sido visto dando saltos para fora da água para respirar”, argumenta.

Gazeta do Povo


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Há um ano em funcionamento, Escola Antônio Lustosa é referência no ensino de qualidade em Guarapuava

Polícia apreende quatro toneladas de carne roubada em churrascaria de Curitiba; dono foi preso

“Esqueça um Livro” está de volta

PRF prende suspeitos de praticar assaltos na BR-277


Prefeito Cesar Filho assina renovação dos programas Cidade e Educação Empreendedora

Prefeito Cesar Filho assina renovação dos programas Cidade e Educação Empreendedora


Campo Real abre inscrições para Vestibular Agendado

Campo Real abre inscrições para Vestibular Agendado


110 anos de Irati começa a ser comemorado dia 1º

110 anos de Irati começa a ser comemorado dia 1º


Inverno entra nesta quarta com frio e sem chuvas

Inverno entra nesta quarta com frio e sem chuvas



CFW Agência de Internet