Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Funcionários dos Correios paralisam atividades por 48 horas no Paraná


quarta-feira, 18/março/2015
Funcionários dos Correios paralisam atividades por 48 horas no Paraná

Funcionários dos Correios do Paraná decidiram, na noite de terça-feira (17), paralisar as atividades por 48 horas. As assembleias dos trabalhadores ocorreram em Curitiba, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa, Maringá e Foz do Iguaçu e novas reuniões estão previstas para esta quarta (18). De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR), na pauta do protesto estão temas nacionais e estaduais.

“O ponto principal não é ainda a campanha salarial, mas a manutenção do emprego. O último concurso público dos Correios foi em 2011, então há uma defasagem muito grande de trabalhadores, afirmou ao G1 o diretor do Sintcom-PR Wilson Dombroski. A categoria não sabia estimar a adesão ao protesto até as 10h15 desta quarta.

Segundo a assessoria de imprensa dos Correios, algumas unidades do interior do estado foram bloqueadas pelos trabalhadores. No entanto, conforme a empresa, estes bloqueios não prejudicam nenhuma operação. Na capital, todas as agências funcionam normalmente. A empresa ainda não havia calculado o número de servidores que não foram ao trabalho nesta quarta.

Pauta
Dentre os temas locais, a categoria pede a volta do adicional dos Operadores de Triagem e Transbordo (OTTs) que trabalham em Centros de Distribuição Domiciliária (CDDs); o fim da sobrecarga de trabalho; resolução de problema de climatização do Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE) de Londrina; a contratação de trabalhadores para os CDDs; contra descredenciamentos do Postal Saúde; pela entrega no período da manhã em todo o estado.

O movimento estadual ainda pede porta giratória e segurança armado em todas as agências dos Correios; fim do contrato temporário; fim do pagamento das multas do Sedex pelos carteiros; e não pagamento da reciclagem decorrente de multas de trânsito, bem como o fim da atribuição dos pontos na carteira dos trabalhadores.

Já a pauta nacional pede cumprimento de cláusulas do acordo coletivo da categoria, como a que prevê que os Correios se responsabilizem pelo salário do trabalhadore afastado no período em que o INSS ainda não houve assumido o pagamento; o pagamento de seguro de vida para carteiro e atendente; e a manutenção de direitos previstos no plano de saúde. Os trabalhadores se manifestam ainda contrários à CorreiosPar S.A, e pedem a volta dos Correios Saúde.

Efetivo mínimo
Conforme os Correios, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou que as duas entidades que representam os trabalhadores – Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) e Federação Interestadual de Sindicatos de Trabalhadores dos Correios (Findect) -,  mantenham efetivo mínimo de 80% em cada uma das unidades localizadas nas bases de atuação, como também se abstenham de impedir o livre trânsito de bens, pessoas e carga postal em todas as unidades localizadas nas suas bases territoriais.

O descumprimento da medida prevê multa diária de R$ 100 mil.

Interior
Em Cascavel, no oeste do estado, um grupo se reuniu em frente à agência central dos Correios, na Avenida Souza Naves. No local, o atendimento ao público está sendo feito por apenas um funcionário. A categoria calcula que a adesão ao movimento é de cerca de 20% na cidade. Em cidades como Palotina e Terra Roxa, também no oeste, a paralisação é total.

Em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, em Guarapuava, na região central, e em Maringá e Londrina, no norte, não houve adesão de trabalhadores, segundo os Correios.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Promotoria de Matinhos abre investigação contra vereador

Homem Aranha tem fantasia furtada e faz apelo ao assaltante

Prefeito Cesar Silvestri Filho palestrará em evento internacional

Cristina Silvestri propõe que proprietários de bicicletas tenham número de série na NF


Prefeito em exercício, Itacir Vezzaro acompanha inauguração de ampliação de Clínica Veterinária da Unicentro

Prefeito em exercício, Itacir Vezzaro acompanha inauguração de ampliação de Clínica Veterinária da Unicentro


Prefeito de Matinhos desabafa e chama os vereadores de bandidos

Prefeito de Matinhos desabafa e chama os vereadores de bandidos


Quatro morrem durante tocaia em Pinhão

Quatro morrem durante tocaia em Pinhão


Esquema ilegal de liberação de alvarás é desarticulado pelo Gaeco

Esquema ilegal de liberação de alvarás é desarticulado pelo Gaeco



CFW Agência de Internet