Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Hospital Universitário de Cascavel terá nova ala de queimados


sexta-feira, 03/janeiro/2014
Hospital Universitário de Cascavel terá nova ala de queimados

O Hospital Universitário de Cascavel terá uma nova ala de queimados. Na próxima segunda-feira (06) começa a primeira etapa das obras, que consiste na reforma de uma área que abrigará o setor de materiais do hospital. Em 60 dias deve ser iniciada a segunda fase, no atual almoxarifado, onde funcionará a nova ala, que será o terceiro centro de referência para o tratamento de queimaduras no Paraná. O investimento é de R$ 5,4 milhões.

 

O contrato foi assinado pelo reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Paulo Sérgio Wolff, e pelos representantes da empresa vencedora da licitação das obras, Construtora Brock Ltda. O prazo de execução é de 18 meses.

 

“Finalmente a população do Oeste do Paraná contará com um tratamento digno e eficiente às vitimas de queimaduras. Há mais de nove anos reivindicávamos essa obra”, disse o reitor da Unioeste.

 

Especializada em queimaduras de diversas naturezas e níveis de gravidade, a nova ala será a principal referência na região. Hoje, apenas o Hospital Evangélico de Curitiba e o Hospital Universitário de Londrina prestam esse tipo de serviço.

 

O setor de queimados será construído ao lado do ambulatório do HU e contará com 20 leitos adultos, pediátricos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O ambulatório também será ampliado para oferecer mais conforto aos pacientes. Atualmente, o Hospital Universitário de Cascavel, atende uma população de mais de 2 milhões de habitantes.

 

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, ressaltou o grande volume de investimentos que o Governo do Estado vem fazendo nos Hospitais Universitários. “Em Cascavel, além das obras, liberamos R$ 1,5 milhão para compra dos equipamentos para esse novo setor e ainda vamos investir na nova ala materno-infantil”, disse Caputo Neto.

 

Ele destacou ainda os R$ 11 milhões previstos para a nova maternidade do HU de Londrina e os R$ 10 milhões para o HU de Maringá, que viabilizarão a abertura de 100 leitos gerais no hospital.

 

Os investimentos em Hospitais Universitários refletem na melhoria do atendimento e também garantem melhores condições de ensino aos estudantes dos cursos de medicina. “Com isso, teremos no Estado médicos e profissionais de saúde cada vez mais preparados para atender as principais demandas da população paranaense”, explica o secretário.

 

Também participaram da assinatura do contrato o diretor geral do Hospital Universitário do Oeste do Paraná, Allan Cezar Faria Araújo, a pró-reitora de Administração e Finanças, Rosiclei Fátima Luft, e o diretor da 10ª Regional de Saúde, Miroslau Bailak.

 

Saiba mais sobre o trabalho do governo do Estado em: http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Suspeitos de tráfico de drogas são detidos em Guaratuba, no litoral do Paraná

Bernardo cumpre agenda em Guarapuava e região tratando de investimentos na Educação

Trem é atingido por deslizamento de terra na ligação entre Curitiba e o litoral do Paraná

Motorista que matou criança e invadiu casa em Guarapuava não tem CNH, diz PM


Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu

Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu


PRF apreende mais de R$ 240 mil em celulares de última geração

PRF apreende mais de R$ 240 mil em celulares de última geração


Obra de grande porte causa desvio no trânsito por vários dias

Obra de grande porte causa desvio no trânsito por vários dias


PRF apreende armamento escondido em Palio, na BR-277

PRF apreende armamento escondido em Palio, na BR-277