Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Melhor elétrica da América Latina, Copel completa 63 anos

Há pouco mais de uma semana, a Copel passou a integrar a seleta lista das 150 melhores empresas para trabalhar do Brasil


quinta-feira, 26/outubro/2017
Melhor elétrica da América Latina, Copel completa 63 anos

A Copel celebra nesta quinta-feira, 26 de outubro, seu 63º aniversário de criação, ratificando sua importância para o desenvolvimento do Estado e dando o devido mérito aos maiores responsáveis por este sucesso: seus empregados.

Há pouco mais de uma semana, a Copel passou a integrar a seleta lista das 150 melhores empresas para trabalhar do Brasil, de acordo com a maior pesquisa do gênero no país, feita pelo Guia Você S/A. “Esse reconhecimento atesta a dedicação e talento de cada um de nossos 8.500 empregados, que hoje fazem a marca Copel ser respeitada dentro e fora do país”, afirma o presidente Antonio Guetter.

No último ano, a empresa deu vários passos em direção à sua visão de longo prazo, que busca consolidar a gestão sustentável dos negócios e o papel de agente de prosperidade para a sociedade.

No final de setembro, a Companhia foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para, em parceria com o ParanaCidade, coordenar o escritório do Programa Cidades do Pacto Global na Região Sul do Brasil. O anúncio foi feito em Nova York, durante a Cúpula de Líderes do Pacto Global. O escritório será instituído na próxima semana.

“No passado, tivemos papel importante de liderança na sociedade”, diz Guetter. “Queremos trazer novamente esse protagonismo para o Paraná, colaborando no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, um desafio para a sociedade global”, acrescenta.

GOVERNANÇA – Outro destaque em termos de sustentabilidade foi a criação, em dezembro de 2016, da Diretoria de Governança, Risco e Compliance da Copel, que antecipa o cumprimento de várias exigências da nova Lei Anticorrupção e também da Lei de Estatais, que entrará em vigor em 2018. “A nova diretoria aprimora ainda mais a gestão da empresa, prevenindo a ocorrência de problemas e ampliando a transparência das decisões”, diz Guetter.

“São iniciativas que passam a integrar nosso rol de compromissos históricos com a sustentabilidade em todas as nossas atividades, e por meio das quais a Copel ajuda a alimentar um ciclo próspero para a economia, para as comunidades com que nos relacionamos e para a gestão dos recursos naturais”, afirma Guetter.

INVESTIMENTOS – Na esfera econômica, os últimos seis anos comprovaram que a Copel vem trilhando o caminho da sustentabilidade. No período, o investimento total da empresa superou R$ 13 bilhões, um recorde na Companhia. Em 2017, o investimento vai totalizar R$ 2,8 bilhões – recursos destinados à melhoria de seus serviços e a novas subestações, linhas de distribuição e de transmissão de energia, ampliação de seu parque de telecomunicações e de usinas geradoras, principalmente no setor eólico.

Em 2017, mais uma vez a Copel foi eleita pelos seus clientes a melhor distribuidora da América Latina e do Brasil. Foi a quinta vez em sete anos que a Companhia conquistou o título continental e a sexta vez em sete anos que recebeu o prêmio nacional.

O prêmio responde ao forte investimento da empresa no segmento de distribuição nos últimos anos. Foram mais de R$ 4 bilhões desde 2011. O principal destaque é o programa Mais Clic Rural, lançado em 2015, que está aplicando R$ 500 milhões na modernização de redes rurais, priorizando polos de criação de aves e suinos e de cultivo de tabaco.

TRANSMISSÃO – Iniciado em 2011, o programa de expansão da Copel para outros nove estados começou a colher seus frutos em 2016, com a conclusão de 1.700 km de novas linhas de transmissão.

Em 2017 teve início um programa de obras entre o Paraná e Santa Catarina no valor de R$ 500 milhões. Foram concluídas a linha Londrina – Assis (PR), e Figueira – Ponta Grossa Norte, importantes para o intercâmbio de energia entre as regiões Sul e Sudeste.

A empresa conta, atualmente, com mais de 4 mil km em ativos de transmissão. Outros seis empreendimentos, somando 1.900 km, ficarão prontos até 2021.

GERAÇÃO – No segmento de geração, aproxima-se o início de operação de três grandes empreendimentos. Em agosto a Copel obteve autorização para iniciar o enchimento do reservatório da hidrelétrica de Colíder, no rio Teles Pires, no Mato Grosso.

A primeira unidade geradora está prevista para abril de 2018, e a última em agosto. Já no Paraná, avançam as obras da Usina Baixo Iguaçu, em parceria com a Neoenergia, e a ampliação da Usina Térmica de Figueira, que está sendo modernizada.

Recentemente o parque gerador da empresa ultrapassou 93% de fontes renováveis com a implantação de três complexos eólicos no Rio Grande do Norte. Até 2018, a capacidade de geração eólica será duplicada, com um total de 28 parques em quatro complexos, totalizando R$ 3 bilhões em investimentos e 665 MW de capacidade instalada, suficiente para abastecer uma cidade como Curitiba, com dois milhões de habitantes.

TELECOMUNICAÇÕES – Entre as empresas mais novas no competitivo mercado nacional de telecomunicações, a Copel Telecom possui hoje 30 mil quilômetros de fibras ópticas que alcançam todos os 399 municípios do Paraná e dois em Santa Catarina. Sua internet por banda larga fixa é a mais rápida do país – e também a melhor, de acordo com pesquisa de percepção com os usuários da Anatel. No Paraná, alcança 65 municípios – eram apenas seis em 2013.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Governo do Paraná divulga tabela de vencimento do IPVA-2018

Acidente entre Ferrari e Jetta assusta moradores no Alto da Glória

Acidente entre caminhões e ônibus deixa feridos na BR-277, em Guarapuava

Manifestantes voltam a liberar o trânsito alternadamente na região de Pinhão


Festa do Caranguejo em Paranaguá espera vender 24 mil crustáceos em cinco dias

Festa do Caranguejo em Paranaguá espera vender 24 mil crustáceos em cinco dias


Aeroporto de Ponta Grossa terá novo aporte financeiro

Aeroporto de Ponta Grossa terá novo aporte financeiro


Juiz determina desocupação imediata da Pr-170 em Pinhão

Juiz determina desocupação imediata da Pr-170 em Pinhão


Moradora de Paranaguá fatura R$ 1 milhão do prêmio especial de Natal do ‘Nota Paraná’

Moradora de Paranaguá fatura R$ 1 milhão do prêmio especial de Natal do ‘Nota Paraná’