Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Nota de Esclarecimento da Reitoria da Unicentro às comunidades acadêmica e em geral


quarta-feira, 15/junho/2016
Nota de Esclarecimento da Reitoria da Unicentro às comunidades acadêmica e em geral

Considerando os questionamentos que a Reitoria da Unicentro vem recebendo em relação à nota de repúdio publicada pela Adunicentro, julgamos necessário elaborar esta nota de esclarecimento como forma de combater a contra-informação divulgada pela referida associação sindical.
A nota de repúdio publicada dá a entender que a reitoria da Unicentro abriu processo contra todos os docentes e alunos que participaram da greve no primeiro semestre do ano de 2015. Afirma que, contrariando o acordo celebrado com o governo no fim da greve, a Reitoria está agindo no intuito de punir os grevistas. Tal afirmação não passa de uma INESCRUPULOSA MENTIRA. Desafiamos a associação sindical a apresentar um único caso comprovado em que a Reitoria tenha punido ou esteja tentando punir aluno ou servidor por ter feito greve. Pelo contrário, a Reitoria, juntamente com a SETI, tomou parte das negociações para que não houvesse punições aos servidores e estudantes grevistas.
Ocorre que a Reitoria recebeu dois processos pedindo providências em relação a possíveis ofensas pessoais feitas por estudantes e por docente em relação a outros professores da Universidade. Como determina a Lei 6.174/70 é obrigação de todo agente público que tenha conhecimento de qualquer indício de irregularidade promover a apuração, sob pena de conivência e de responsabilização perante a lei.
Assim, o que está ocorrendo é que a Reitoria instaurou dois processos de sindicância, considerando duas denúncias recebidas que tratam de casos pontuais: um refere-se a uma reclamatória de três professores em relação à conduta de um professor e outro refere-se à reclamatória de um professor em relação à conduta de um grupo de estudantes. Como todo e qualquer processo de sindicância, trata-se de uma investigação para apurar indícios de responsabilidade, assegurando, de todas as formas, o contraditório e a ampla defesa. Os relatórios circunstanciados das comissões determinarão os rumos a serem dados aos processos.
Lamentamos que a diretoria da Adunicetro mantém inalterada a sua prática de distorcer informações e mentir com o objetivo de confundir e colocar em dúvida as ações da Reitoria. Há questões locais e nacionais relevantes que reclamam uma atuação sindical responsável e as lideranças da Adunicentro nada fazem além de oposição interna na Universidade. Trata-se de uso indevido de entidade que sobrevive das contribuições sindicais, usa norma legal para manter lideranças afastadas de suas funções laborais na Universidade, mantendo todos os vencimentos, e não vai além do exercício de oposição interna.

Aldo Nelson Bona e Osmar Ambrósio de Souza, reitor e vice-reitor Unicentro


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Homem morre de infarto ao saber de falecimento do sogro em acidente, no Paraná

Bernardo Carli comemora edital para pavimentação da PR-239, entre Pitanga e Mato Rico

Câmara de vereadores repassa R$ 3 milhões para construção do Hospital do Câncer de Guarapuava

Litoral terá atividades esportivas e recreativas na temporada


‘Praia Acessível’ terá nove pontos no litoral do Paraná, com cadeiras anfíbias

‘Praia Acessível’ terá nove pontos no litoral do Paraná, com cadeiras anfíbias


Municípios do interior respondem por mais de 60% do PIB do Paraná, diz governo

Municípios do interior respondem por mais de 60% do PIB do Paraná, diz governo


Operação prende 11 suspeitos de roubos e de assaltos em Guarapuava

Operação prende 11 suspeitos de roubos e de assaltos em Guarapuava


Geração de emprego em Guaratuba mais que dobrou esse ano segundo Agência do Trabalhador

Geração de emprego em Guaratuba mais que dobrou esse ano segundo Agência do Trabalhador