Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Paraná fecha 2012 com saldo positivo apesar da crise do setor avícola


quinta-feira, 17/janeiro/2013
Paraná fecha 2012 com saldo positivo apesar da crise do setor avícola

Na contramão dos números brasileiros, o Paraná fechou o ano de 2012 com aumento das exportações de carne de frango. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Brasil recuou 0,65% na quantidade de produtos embarcados, passando de 3,94 milhões de toneladas para 3,92 milhões de toneladas, e retração de 6,6% no faturamento, que chegou a US$ 7,7 bilhões contra US$ 8,25 bilhões em 2011.

Já o Paraná, mesmo com as turbulências do mercado provocadas pela alta dos insumos e pela crise de crédito que afetou o segmento no último semestre de 2012, exportou 1,12 milhões de toneladas da proteína em 2012, 7% a mais do que em 2011 (1,04 milhões de toneladas).

O faturamento sofreu uma ligeira queda de 1,12%. Em 2012 o estado faturou US$ 2,06 bilhões enquanto no ano anterior foram US$ 2,04 bilhões. O presidente do Sindiavipar, Domingos Martins, explica que a queda no faturamento foi devido à crise europeia. “Exportamos mais, porém foram mix de cortes de frango mais baratos. Foi uma adequação do mercado à crise econômica que os principais importadores estavam atravessando”, comenta.

Abates
O saldo do número de abates também foi positivo no Paraná. A quantidade abatida em 2012 foi de 1,4 bilhão de cabeças ou 3,08 milhões de toneladas, 0,85% superior do que em 2011, quando o país produziu 1,3 bilhão de aves ou 3,06 milhões de toneladas, de acordo com dados do Sindiavipar. O Noroeste do estado foi responsável por 43,29% da produção, seguido pelo Sudoeste, com 21,26%, Sudeste com 9,29% e Nordeste com 26,16%.

Já a produção de carne de frango brasileira, segundo informações da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), foi de 12,64 milhões de toneladas, o que representa uma queda de 3,17% em relação a 2011.

Martins ressalta que o Paraná conseguiu atravessar a turbulência da crise devido a organização que a cadeia produtiva possui, e que a perspectiva de crescimento para o segmento é positiva em longo prazo. “Não vamos mais crescer ao chamado ritmo chinês, mas será acima do PIB. É importante enfatizar que a carne de frango é a proteína mais consumida e acessível ao brasileiro e isso é de extrema importância para a recuperação do setor”, conclui.

Sobre o Sindiavipar
O Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) representa 43 abatedouros, incubatórios e frigoríficos paranaenses. Desde sua fundação, em 1992, o Sindiavipar tem trabalhado para o crescimento da avicultura do estado, buscando sempre representatividade no mercado interno e externo. Atualmente, o Paraná é o maior produtor nacional, referência em sanidade avícola e responde por mais de 25% das exportações de carne de frango do país, embarcando o produto para mais de 130 países em todo o mundo. Mais informações: sindiavipar.com.br


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
A caixa de pizza que você iria jogar fora pode salvar uma árvore

Pedágio já emite nota fiscal, mas não sai na hora e depende de você

‘Fatalidade’, diz responsável por cachoeira onde jovem morreu afogado em Ponta Grossa

Matrículas para Educação de Jovens e Adultos encerram na sexta


Fugitivo da cadeia de Guarapuava é morto em confronto, diz polícia

Fugitivo da cadeia de Guarapuava é morto em confronto, diz polícia


Fomento Paraná abre inscrições para concurso com 12 vagas e salários de até R$ 6,2 mil

Fomento Paraná abre inscrições para concurso com 12 vagas e salários de até R$ 6,2 mil


IAP divulga novo boletim de balneabilidade

IAP divulga novo boletim de balneabilidade


Simepar alerta para condição de temporal nesta sexta-feira no Paraná

Simepar alerta para condição de temporal nesta sexta-feira no Paraná