Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Paraná fecha 2012 com saldo positivo apesar da crise do setor avícola


quinta-feira, 17/janeiro/2013
Paraná fecha 2012 com saldo positivo apesar da crise do setor avícola

Na contramão dos números brasileiros, o Paraná fechou o ano de 2012 com aumento das exportações de carne de frango. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), vinculada ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Brasil recuou 0,65% na quantidade de produtos embarcados, passando de 3,94 milhões de toneladas para 3,92 milhões de toneladas, e retração de 6,6% no faturamento, que chegou a US$ 7,7 bilhões contra US$ 8,25 bilhões em 2011.

Já o Paraná, mesmo com as turbulências do mercado provocadas pela alta dos insumos e pela crise de crédito que afetou o segmento no último semestre de 2012, exportou 1,12 milhões de toneladas da proteína em 2012, 7% a mais do que em 2011 (1,04 milhões de toneladas).

O faturamento sofreu uma ligeira queda de 1,12%. Em 2012 o estado faturou US$ 2,06 bilhões enquanto no ano anterior foram US$ 2,04 bilhões. O presidente do Sindiavipar, Domingos Martins, explica que a queda no faturamento foi devido à crise europeia. “Exportamos mais, porém foram mix de cortes de frango mais baratos. Foi uma adequação do mercado à crise econômica que os principais importadores estavam atravessando”, comenta.

Abates
O saldo do número de abates também foi positivo no Paraná. A quantidade abatida em 2012 foi de 1,4 bilhão de cabeças ou 3,08 milhões de toneladas, 0,85% superior do que em 2011, quando o país produziu 1,3 bilhão de aves ou 3,06 milhões de toneladas, de acordo com dados do Sindiavipar. O Noroeste do estado foi responsável por 43,29% da produção, seguido pelo Sudoeste, com 21,26%, Sudeste com 9,29% e Nordeste com 26,16%.

Já a produção de carne de frango brasileira, segundo informações da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), foi de 12,64 milhões de toneladas, o que representa uma queda de 3,17% em relação a 2011.

Martins ressalta que o Paraná conseguiu atravessar a turbulência da crise devido a organização que a cadeia produtiva possui, e que a perspectiva de crescimento para o segmento é positiva em longo prazo. “Não vamos mais crescer ao chamado ritmo chinês, mas será acima do PIB. É importante enfatizar que a carne de frango é a proteína mais consumida e acessível ao brasileiro e isso é de extrema importância para a recuperação do setor”, conclui.

Sobre o Sindiavipar
O Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar) representa 43 abatedouros, incubatórios e frigoríficos paranaenses. Desde sua fundação, em 1992, o Sindiavipar tem trabalhado para o crescimento da avicultura do estado, buscando sempre representatividade no mercado interno e externo. Atualmente, o Paraná é o maior produtor nacional, referência em sanidade avícola e responde por mais de 25% das exportações de carne de frango do país, embarcando o produto para mais de 130 países em todo o mundo. Mais informações: sindiavipar.com.br


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Guaratuba recebe do governo área do futuro Parque de Eventos

Guaratuba tem serviço de alerta de tempestades por SMS

Operação Deriva 2 apreende aeronaves agrícolas em Londrina

Comitê gestor apresenta projeto para instalação da radioterapia na unidade II do Hospital São Vicente


Curso sobre Compras Governamentais está com inscrições abertas

Curso sobre Compras Governamentais está com inscrições abertas


Agentes realizam serviços socioambientais na região de Guarapuava

Agentes realizam serviços socioambientais na região de Guarapuava


Buraco na pista fecha aeroporto de Foz e atrasa voos

Buraco na pista fecha aeroporto de Foz e atrasa voos


Governo chama mais 100 servidores concursados para Saúde

Governo chama mais 100 servidores concursados para Saúde