Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Polícia apreende quatro toneladas de carne roubada em churrascaria de Curitiba; dono foi preso

O trio foi autuado em flagrante por receptação qualificada e associação criminosa.


quinta-feira, 22/junho/2017
Polícia apreende quatro toneladas de carne roubada em churrascaria de Curitiba; dono foi preso

Quatro toneladas de carne roubada foram recuperadas pela equipe de investigação da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), na noite de quarta-feira (21). A ação aconteceu em uma churrascaria de Curitiba, localizada na BR-116, no bairro Pinheirinho. Três homens, entre eles o proprietário do estabelecimento, foram presos em flagrante por receptação e associação criminosa. A Polícia Civil não divulgou o nome do local.

Segundo as investigações, a carga havia sido roubada na terça (20) pela manhã, quando um caminhão carregado com os produtos havia acabado de sair de um frigorífico da capital, para realizar a distribuição das carnes em diversos pontos da cidade.

Na ocasião, o motorista do caminhão foi abordado por três homens, que o mantiveram rendido por horas, circulando com ele pela cidade, enquanto Andrei Erineu Machoski, 26 anos – preso na ação – descarregava a carga na churrascaria. O suspeito é irmão de um dos responsáveis pelo assalto.

Depois que a carga foi descarregada no restaurante, o caminhão foi abandonado em um ponto da cidade e a vítima acabou sendo liberada – ocasião em que a polícia tomou conhecimento do roubo e imediatamente iniciou as investigações.

Durante as diligências, a equipe conseguiu apurar que uma churrascaria do bairro Pinheirinho havia recebido uma grande carga de frango e se deslocou até o local para apurar a situação. No local, a polícia encontrou toda a carga roubada e prendeu o proprietário do local, Vânio Carlos Rui, de 47 anos; o agenciador da carga, Alexandre Lourenço de Barros, 63 anos; e Machoski, o condutor do caminhão que descarregou a carga no restaurante.

De acordo com o delegado responsável pela ação, Ademair da Cruz Braga Júnior, na delegacia os três confessaram o crime e alegaram que ganhariam R$12 mil com a venda de parte da carga roubada. “Barros já contava com passagens policiais pelo mesmo delito”, ressaltou o delegado.

O trio foi autuado em flagrante por receptação qualificada e associação criminosa. Todos permanecem detidos no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da DFR à disposição da Justiça.

BandaB


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Manifestantes voltam a liberar o trânsito alternadamente na região de Pinhão

Festa do Caranguejo em Paranaguá espera vender 24 mil crustáceos em cinco dias

Aeroporto de Ponta Grossa terá novo aporte financeiro

Juiz determina desocupação imediata da Pr-170 em Pinhão


Moradora de Paranaguá fatura R$ 1 milhão do prêmio especial de Natal do ‘Nota Paraná’

Moradora de Paranaguá fatura R$ 1 milhão do prêmio especial de Natal do ‘Nota Paraná’


Entidades pedem fim do bloqueio do MST a rodovia

Entidades pedem fim do bloqueio do MST a rodovia


‘Nota Paraná’ sorteia R$ 1 milhão nesta quinta-feira (7)

‘Nota Paraná’ sorteia R$ 1 milhão nesta quinta-feira (7)


Manifestantes fecham rodovias da região central do Paraná

Manifestantes fecham rodovias da região central do Paraná