Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Procura pelo recadastramento biométrico começa a aumentar

A eleição de 2016 será a primeira em que os eleitores serão identificados pelas digitais


terça-feira, 05/janeiro/2016
Procura pelo recadastramento biométrico começa a aumentar

Como já era esperado, no último mês do recadastramento biométrico a procura pelo novo título de eleitor começou a aumentar no Fórum Eleitoral de Cascavel. Ontem, até as 17 horas, mais de mil pessoas haviam comparecido para fazer o novo documento. Uma nova estatística com o número de eleitores que já passaram pela biometria deve ser divulgada após o dia 7 de janeiro. É que até lá o setor que cuida da parte de estatística continua em recesso. Até a semana passada, 164 mil eleitores cascavelenses haviam feito o documento.

De acordo com Claudia Nenevê, do Cartório Eleitoral, a maioria das pessoas tem procurado o fórum diretamente, sem agendar. Como a tendência dos próximos dias é o movimento aumentar consideravelmente, a orientação é para que os eleitores façam o agendamento para não aguardarem na fila. O Fórum Eleitoral tem condições de atender até 2.300 eleitores diariamente.

A meta de do TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) era cadastrar 80% dos eleitores, percentual exigido para que a biometria possa ser homologada. Esse índice já foi atingido e luta agora é para atingir os 200 mil eleitores e consequentemente garantir a manutenção da eleição para prefeito em dois turnos.

A eleição de 2016 será a primeira em que os eleitores serão identificados pelas digitais. A Justiça Eleitoral afirma que não haverá uma nova prorrogação de prazo. Inicialmente, o cadastramento biométrico deveria ter encerrado no dia 30 de setembro, mas problemas técnicos obrigaram o TRE-PR a estender o prazo.

A Justiça Eleitoral alerta que o eleitor que não fizer o cadastro biométrico terá o título eleitoral cancelado. Isso implicará em uma série de transtornos e impedimentos como se inscrever em concurso público, receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos, se for servidor ou funcionário público; participar de concorrência pública; obter empréstimo em bancos públicos, obter Passaporte, Carteira de identidade e CPF; matricular-se em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. Esses são alguns dos problemas que o eleitor poderá enfrentar caso tenha o documento cancelado.

cgn


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Jovem é morto a pedradas no Bairro Cascavel em Guarapuava

Promotoria de Matinhos abre investigação contra vereador

Homem Aranha tem fantasia furtada e faz apelo ao assaltante

Prefeito Cesar Silvestri Filho palestrará em evento internacional


Cristina Silvestri propõe que proprietários de bicicletas tenham número de série na NF

Cristina Silvestri propõe que proprietários de bicicletas tenham número de série na NF


Prefeito em exercício, Itacir Vezzaro acompanha inauguração de ampliação de Clínica Veterinária da Unicentro

Prefeito em exercício, Itacir Vezzaro acompanha inauguração de ampliação de Clínica Veterinária da Unicentro


Prefeito de Matinhos desabafa e chama os vereadores de bandidos

Prefeito de Matinhos desabafa e chama os vereadores de bandidos


Quatro morrem durante tocaia em Pinhão

Quatro morrem durante tocaia em Pinhão



CFW Agência de Internet