Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Procura pelo recadastramento biométrico começa a aumentar

A eleição de 2016 será a primeira em que os eleitores serão identificados pelas digitais


terça-feira, 05/janeiro/2016
Procura pelo recadastramento biométrico começa a aumentar

Como já era esperado, no último mês do recadastramento biométrico a procura pelo novo título de eleitor começou a aumentar no Fórum Eleitoral de Cascavel. Ontem, até as 17 horas, mais de mil pessoas haviam comparecido para fazer o novo documento. Uma nova estatística com o número de eleitores que já passaram pela biometria deve ser divulgada após o dia 7 de janeiro. É que até lá o setor que cuida da parte de estatística continua em recesso. Até a semana passada, 164 mil eleitores cascavelenses haviam feito o documento.

De acordo com Claudia Nenevê, do Cartório Eleitoral, a maioria das pessoas tem procurado o fórum diretamente, sem agendar. Como a tendência dos próximos dias é o movimento aumentar consideravelmente, a orientação é para que os eleitores façam o agendamento para não aguardarem na fila. O Fórum Eleitoral tem condições de atender até 2.300 eleitores diariamente.

A meta de do TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) era cadastrar 80% dos eleitores, percentual exigido para que a biometria possa ser homologada. Esse índice já foi atingido e luta agora é para atingir os 200 mil eleitores e consequentemente garantir a manutenção da eleição para prefeito em dois turnos.

A eleição de 2016 será a primeira em que os eleitores serão identificados pelas digitais. A Justiça Eleitoral afirma que não haverá uma nova prorrogação de prazo. Inicialmente, o cadastramento biométrico deveria ter encerrado no dia 30 de setembro, mas problemas técnicos obrigaram o TRE-PR a estender o prazo.

A Justiça Eleitoral alerta que o eleitor que não fizer o cadastro biométrico terá o título eleitoral cancelado. Isso implicará em uma série de transtornos e impedimentos como se inscrever em concurso público, receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos, se for servidor ou funcionário público; participar de concorrência pública; obter empréstimo em bancos públicos, obter Passaporte, Carteira de identidade e CPF; matricular-se em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. Esses são alguns dos problemas que o eleitor poderá enfrentar caso tenha o documento cancelado.

cgn


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Ônibus com o time sub-23 do Iraty tomba na BR-153, em Imbituva, e deixa feridos

‘Barbeiragem’ em rodovia leva à prisão suspeito de participar de assalto cinematográfico

Palestra sobre Reforma Trabalhista é realizada na ACIG

PIG reinaugura setor industrial


Inscrições para o Vestibular da Unicentro são prorrogadas até domingo (20)

Inscrições para o Vestibular da Unicentro são prorrogadas até domingo (20)


Procon divulga lista com restaurantes de Maringá que mantinham alimentos impróprios para o consumo; veja

Procon divulga lista com restaurantes de Maringá que mantinham alimentos impróprios para o consumo; veja


Departamento de Cultura homenageia Edni de Andrade Arruda

Departamento de Cultura homenageia Edni de Andrade Arruda


Fim de semana terá chuva forte e frio intenso chega na segunda

Fim de semana terá chuva forte e frio intenso chega na segunda



CFW Agência de Internet