Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Suspeito confessa ter esganado e esquartejado Tatiane, diz delegado


sexta-feira, 27/junho/2014
Suspeito confessa ter esganado e esquartejado Tatiane, diz delegado

Em uma entrevista coletiva bem mais longa e esclarecedora que a primeira os delegados da 16ª SDP de Campo Mourão deram detalhes do inquérito já concluído sobre o caso Tatiane Jezualdo. Após as partes do corpo da jovem terem sido encontradas, o acusado Anderson Oliveira, mudou a versão e assumiu que a assassinou. Disse que deu carona a Tatiane às 7h30 da manhã, e ela o teria ameaçado com uma foto dele com o carro da empresa atolado. Para assustá-la, o suspeito relata que entrou em uma estrada à beira do Rio Piquiri, e dentro do carro gravou imagens da jovem, às 7h59 da manhã.

“São imagens dele filmando a Tatiane seminua. Ela perguntava nesse momento se ele iria matar ela, ele alega que não faria isso”.

O vídeo tem aproximadamente 1min e 30 segundos, depois disso, eles teriam iniciado uma discussão, foi quando Anderson a estrangulou. Ele decidiu jogar o corpo próximo ao Rio Carajás, perto de onde morou boa parte da vida. Anderson esquartejou a jovem com um facão. “Com as roupas dela ele iniciou o fogo e também colocou mato em cima”. “Ele cortou ela nas juntas do corpo, serrando ela com a utilização do facão. E comentou que apenas ao retirar a cabeça do tronco que utilizou alguns golpes para retirá-la”.

A motivação para o crime ainda é um mistério para a polícia. O que Anderson alega já foi praticamente descartado, a tal foto do veículo da empresa. “Tomamos o cuidado para verificar se houve realmente essa motivação, ou seja, a foto do carro da empresa que ele teria encalhado, mas esse veículo foi comunicado o problema pelo próprio autor do crime, Anderson. Então essa suposta fotografia que ele diz que ela teria o ameaçado não existe”.

A polícia não tem outras motivações e nem afirma se o crime foi premeditado. Entre o momento em que Anderson deu carona e o lançamento do corpo no rio, de acordo com os delegados, se passaram menos de duas horas. Eles acreditam que às 9h10 da manhã, quando uma mensagem de texto chegou para a família de Tatiane enviada pelo celular dela, dizendo que a jovem estava bem e em outra cidade, quem escreveu é o próprio acusado.

Anderson seguiu a rotina normalmente após o crime, até ser preso uma semana depois. O facão foi apreendido e está sendo analisado pela Polícia Científica. Familiares, amigos e a namorada dele, prestaram depoimento e afirmaram que em nenhum momento detectaram algo de diferente na personalidade do rapaz. “Nós chegamos a conversar com todos os familiares dele, e todos afirmaram que sempre se mostrou uma pessoa calma, que jamais teria uma ação como essa, matar e esquartejar uma pessoa”.

O celular de Tatiane foi queimado na própria empresa em que os dois trabalhavam. Ele ainda ficou com um brinco e um colar dela. As partes do corpo da jovem estão passando pelo exame de DNA, da análise também sairá à resposta se Tatiane foi abusada sexualmente por Anderson. Ele não quer falar com a imprensa, mas para a polícia disse estar arrependido. “Não demonstra nenhum tipo de sentimento, realmente a gente fica até assustado pela barbaridade que foi feita, mas cabe agora a perícia verificar ou não as características psicológicas dele”.

Tatiane Jezualdo desapareceu no dia 3 de junho, o velório e o sepultamento da jovem de 24 anos foram realizados no último sábado (21).

Jornal Catve 2ª edição

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Prefeitura de Ponta Grossa oferece 1,2 mil vagas em cursos profissionalizantes pelo Pronatec

Quase 500 toneladas de lixo são retiradas das praias do Paraná em um mês

Denúncia de maus tratos e abandono de animais pode ser feita pelo Portal da Prefeitura de Guaratuba

Suspeitos de tráfico de drogas são detidos em Guaratuba, no litoral do Paraná


Bernardo cumpre agenda em Guarapuava e região tratando de investimentos na Educação

Bernardo cumpre agenda em Guarapuava e região tratando de investimentos na Educação


Trem é atingido por deslizamento de terra na ligação entre Curitiba e o litoral do Paraná

Trem é atingido por deslizamento de terra na ligação entre Curitiba e o litoral do Paraná


Motorista que matou criança e invadiu casa em Guarapuava não tem CNH, diz PM

Motorista que matou criança e invadiu casa em Guarapuava não tem CNH, diz PM


Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu

Caminhão atropela duas crianças na calçada e invade casa em Guarapuava; menino de 4 anos morreu