Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Tarifas de ônibus são reduzidas na Região de Curitiba e em Ponta Grossa


quarta-feira, 12/junho/2013
Tarifas de ônibus são reduzidas na Região de Curitiba e em Ponta Grossa

O governo do Paraná anunciou, nesta quarta-feira (12), uma redução de R$ 0,10 nas passagens dos ônibus que atendem a Região Metropolitana de Curitiba, mas não fazem parte da Rede Integrada de Transporte (RIT). Os valores passam a ser cobrados a partir da 0h do próximo domingo (16).

Ao todo, 81 linhas de ônibus, de 18 municípios vão ter os preços reduzidos. As demais, que fazem a ligação entre municípios e que trafegam por estações-tubo ou terminais, como a linha Curitiba/Campo Largo, que passa pelo Terminal Campina do Siqueira, em Curitiba, vão manter a tarifa em R$ 2,85.

De acordo com o governo, o desconto foi possível graças à desoneração do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o óleo diesel usado pelas empresas de transporte coletivo. O desconto no ICMS é válido para todas as cidades com mais de 140 mil habitantes. A lei que trata do assunto foi regulamentada por decreto, na terça-feira (11).

Os valores das linhas com desconto são cobrados proporcionalmente, conforme o trajeto percorrido. Por essa razão, o preço pode variar entre R$ 2,70 e R$ 3,80. Osnovos valores podem ser consultados no site do governo estadual.

Ponta Grossa

A partir de quinta-feira (13), a passagem de ônibus de Ponta Grossax, na região dos Campos Gerais do Paraná, também vai diminuir R$ 0,10 e passará a custar R$ 2,50. Mas, de acordo com o Secretário Municipal de Planejamento, João Ney Marçal Junior, esse novo valor pode valer somente até julho.

O motivo é o aumento salarial dos funcionários do transporte coletivo, que ainda está em negociação entre trabalhadores, empresa e governo. A decisão influencia diretamente no preço final da passagem de ônibus, já que o salário representa aproximadamente 45% do valor da tarifa.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Transporte, Antônio Carlos Demário, os funcionários tentam acordo desde maio, que é a data-base dos trabalhadores. Este ano, eles pedem um aumento de 12% no salário e de 100% no vale alimentação.

 

De acordo com o secretário, se fosse feito este acordo, a tarifa de ônibus poderia ficar acima de R$ 2,60. “A expectativa é de que não haja esse impacto. Estamos confiantes de que eles aceitem uma proposta que não acarrete no aumento da passagem”, afirma Marçal.

A empresa Viação Campos Gerais (VCG) também busca um acordo para que o preço da tarifa não se eleve. Segundo a empresa, o objetivo é encontrar uma solução para que não prejudique o sistema e evitar que o custo de pessoal possa ser repassado aos usuários. Uma nova reunião entre todos os representantes está marcada para quarta-feira (19).

Tarifa reduzida

A tarifa reduzida, que começa a valer a partir de amanhã, será apenas para quem utiliza o bilhete eletrônico. Este valor havia sido anunciado no dia 8 de maio pelo prefeito Marcelo Rangel, mas só será aplicado agora porque dependia da regulamentação da lei que isenta o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o óleo diesel usado no transporte público.

Segundo a VCG, os passageiros que utilizarem o cartão até domingo ainda vão pagar o valor de R$ 2,60. Apesar da ordem do prefeito, uma questão técnica da concessionária impede que o sistema comece a cobrar a nova tarifa. No entanto, a empresa avisa que a cada uso do bilhete eletrônico, será gerado um crédito de R$ 0,10. Este reembolso será realizado a partir de segunda-feira (17) nos totens de recarga espalhados pela cidade.

 

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Em parecer, promotor exalta atuação da PM na “Batalha do Centro Cívico”

Motorista abandona carro após derrubar três postes em acidente

Vereador Cosme Stimer passa bem após cirurgia

Deixar de combater a dengue pode gerar multa de até R$ 3 mil em Curitiba


Mortos-vivos ‘assombram’ Curitiba em mais uma edição da Zombie Walk

Mortos-vivos ‘assombram’ Curitiba em mais uma edição da Zombie Walk


6 estudos para entender o pedágio no Paraná

6 estudos para entender o pedágio no Paraná


Dias após acidente, sertanejo sai da UTI e fica sabendo da morte da mãe

Dias após acidente, sertanejo sai da UTI e fica sabendo da morte da mãe


Procon fiscaliza estrutura física das agências e postos de atendimentos bancários

Procon fiscaliza estrutura física das agências e postos de atendimentos bancários



CFW Agência de Internet