Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Zeca Dirceu mobiliza prefeitos para encontro nacional em Brasília e está preparado para início do ano parlamentar


quarta-feira, 16/janeiro/2013
Zeca Dirceu mobiliza prefeitos para encontro nacional em Brasília e está preparado para início do ano parlamentar

Depois de um período de descanso em férias, nesta semana, o deputado federal Zeca Dirceu já está novamente no Paraná, cumprindo agenda na região em contato com lideranças, novos prefeitos e ainda concedendo entrevistas em diversos veículos de comunicação. Com os jornalistas, o deputado tem comentando sobre o balanço dos trabalhos do mandato, do congresso e do partido dos trabalhadores no ano de 2012, além de falar sobre o planejamento para este ano. “Tivemos no ano passado um resultado muito positivo do nosso trabalho, tanto nas eleições municipais, quanto nos investimentos conquistados para os municípios. Iniciamos o ano com muito otimismo, tendo a certeza de que temos muito trabalho pela frente”, afirma o deputado, reforçando que já está preparado para o exercício do ano parlamentar que inicia em fevereiro.

No dia 27 de janeiro o deputado Zeca Dirceu já estará em Brasília para recepcionar os prefeitos do Paraná que irão participar entre os dias 28 e 30 do Encontro Nacional dos Prefeitos. Com o tema “Municípios fortes, Brasil sustentável”, a conferência será aberta pela presidenta Dilma Rousseff e terá como objetivo subsidiar os gestores municipais com informações sobre programas e ações federais. A expectativa do governo é ajudar os novos prefeitos e prefeitas a iniciarem os mandatos, ou darem continuidade à gestão municipal com foco no desenvolvimento sustentável. “Já estamos mobilizando os prefeitos e teremos participação efetiva no evento”, destaca o parlamentar.

O retorno dos parlamentares aos trabalhos legislativos este ano está marcado para o dia 1º de fevereiro com eleições para a presidência do Senado. A expectativa é que os senadores se reúnam no dia do retorno para escolher seu novo presidente, cuja primeira providência será convocar a eleição de nova mesa diretora na Casa. Na Câmara, a eleição ocorrerá no dia 4, conforme datas confirmadas pela Mesa Diretora do Congresso Nacional.

Os deputados devem eleger um candidato do PMDB para o cargo. Os dois maiores partidos da Câmara, PT e PMDB, têm um acordo de alternância na presidência da Casa. Como o atual presidente, deputado Marco Maia (PT-RS), é petista, o próximo deverá ser do PMDB. Os dois partidos possuem juntos a maior parte dos votos necessários para eleger um candidato e, se não houver muitas dissidências na base aliada do governo, o acordo deverá ser cumprido no dia 4.

Tão logo as duas Casas do Congresso retomem suas atividades e elejam suas mesas diretoras, o primeiro passo deverá votar o Orçamento Geral da União. A matéria deveria ter sido aprovada no ano passado, mas o impasse em torno da votação dos vetos sobre o projeto que redivide os royalties do petróleo acabou provocando o adiamento da aprovação do Orçamento. A sessão conjunta do Congresso Nacional deverá ocorrer no dia 5 de fevereiro, primeiro dia útil para sessões deliberativas.

Os parlamentares ainda precisam definir, com urgência, um novo cálculo para a divisão do Fundo de Participação dos Estados (FPE).
Ascom Zeca Dirceu com Agência Brasil.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Pérola do Oeste doa alimentos arrecadados no natal para SOS

Homem que aplicou golpes em mercados da região é preso em Laranjeiras

IAP alerta para proteção da restinga no Litoral do Estado

Prefeitura de Guaratuba trabalha em alguns pontos que ainda estão com alagamentos


Duas pessoas são presas com R$ 5 mil em notas falsas, no Paraná

Duas pessoas são presas com R$ 5 mil em notas falsas, no Paraná


Litoral vai ganhar nova rodovia, calçadas, ciclovias e acostamentos

Litoral vai ganhar nova rodovia, calçadas, ciclovias e acostamentos


Guarapuava lança comitê em defesa da Democracia e e pelo direito de Lula ser candidato

Guarapuava lança comitê em defesa da Democracia e e pelo direito de Lula ser candidato


Pedágio já emite nota fiscal, mas não sai na hora e depende de você

Pedágio já emite nota fiscal, mas não sai na hora e depende de você