Super Informado

Você Muito Mais Informado

Na reunião realizada na última quarta-feira (31) com representantes dos Sindicatos dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Estado de Roraima (SindACSE/RR), dos Trabalhadores Municipais de Boa Vista (Sitram), Vigilantes e Guarda Municipal, o prefeito de Boa Vista, Iradilson Sampaio, teria se comprometido em analisar juntamente com o secretário municipal de saúde, a readmissão dos 54 agentes de combate às endemias, exonerados no dia 19 de agosto, até realização do processo seletivo da categoria.

O prefeito disse que hoje [ontem], às 10h, que daria um retorno para o sindicato sobre a readmissão dos agentes de combates às endemias. Mas até agora nada. Mais um acordo não cumprido”, lamentou Flaviney Almeida, presidente do SindACSE/RR.

Na tarde de ontem (1º), na sede do sindicato, foi realizado uma Assembleia Geral. Os trabalhadores decidiram dá um prazo de 24 horas para que o prefeito se pronuncie. Já foi encaminhado novo ofício para o chefe do executivo cobrando uma resposta sobre a recontratação dos agentes. Após o prazo, nova assembléia será realizada e a possibilidade de nova greve não é descartada pela categoria.

PMBV diz que em 90 dias será realizado processo seletivo

A Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas (SMAG) informou, por meio de nota enviada pela Secretaria Municipal de Comunicação Social, que o processo seletivo público para agentes de endemias está em andamento, cumprindo todas as exigências legais que cabem ao Município. A previsão é de 60 a 90 dias para a concretização do seletivo.

A SMAG enfatizou que a realização do seletivo é uma prioridade do Município, atendendo a recomendação do Ministério da Saúde, realizando também o curso de formação com os candidatos aprovados para o cargo.

Quanto às declarações do vereador Paulo Linhares – líder do Executivo na Câmara Municipal, concedida durante entrevista coletiva à imprensa, na noite desta quarta-feira (31), de que os profissionais do Programa de Saúde da Família que também foram exonerados, retornariam a desenvolver as atividades no Município, a SMAG disse “que realizou reunião na quarta-feira (31) passada com os médicos, onde ficou acordado que seria feita uma avaliação de como ficaria a atuação médica nas Casas de Saúde da Família”, diz a nota.

Deixe comentário