Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

A maconha é planta medicinal? Anvisa diz que sim

Depois de reconhecer propriedades terapêuticas dos compostos canabidiol e THC, Anvisa inclui a Cannabis sativa no rol de plantas medicinais.


terça-feira, 16/maio/2017
A maconha é planta medicinal? Anvisa diz que sim

A Cannabis sativa foi reconhecida formalmente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como uma planta medicinal.

A Agência incluiu a Cannabis na Lista Completa das Denominações Comuns Brasileiras (DCB), que define os nomes oficiais de fármacos, princípios ativos, plantas medicinais e outras substâncias de interesse médico no País.

A medida foi publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (8) e não modifica as regras atuais para o uso da maconha no Brasil. A erva não está liberada para consumo em qualquer circunstância.

Mas é um novo passo na trajetória para o reconhecimento dos benefícios de sua utilização.

Em 2014, o canabidiol (CBD) ganhou popularidade após demonstrar eficiência em controlar convulsões em casos difíceis de epilepsia. No ano seguinte, a Anvisa reconheceu suas propriedades terapêuticas e o tetrahidrocanabidiol (THC) também foi permitido, após uma decisão do Ministério Público do Distrito Federal.

Agora, a Cannabis, a planta in natura, e não apenas os seus compostos, pode ser formalmente utilizada em futuros medicamentos a serem registrados nacionalmente.

A decisão está diretamente ligada a aprovação, em janeiro deste ano, do registro do primeiro medicamento à base de maconha no País.

A solução oral Mevatyl pode ser utilizada por pacientes em tratamento da esclerose múltipla, por exemplo, e já foi aprovada em outros 28 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Alemanha e Dinamarca.

O reconhecimento da maconha como planta medicinal não é novidade. Em 1929 ela já estava inclusa na primeira edição da Farmacopeia, que lista os vegetais com possibilidade de utilização terapêutica. Mas quando a erva foi proibida no País, quase dez anos depois, ela foi retirada da lista.

A maconha no Brasil

Em 2016, uma pesquisa do Hello Research mostrou que 59% dos brasileiros são favoráveis ao uso da maconha medicinal.

Porém, para 72% dos deputados a maconha não deve ser regulamentada nem vendida. Mas quando se trata de seu uso em caso médicos, 46% é a favor.

O estudo foi feito pela Plataforma Brasileira de Política de Drogas, com apoio da Open Society Foundations, e quis ouvir como os parlamentares pensam sobre a questão.

 

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Homens também devem aderir o hábito

Dicas básicas para prevenir enfermidades comuns nos dias frios

Dieta vegetariana emagrece duas vezes mais do que as tradicionais, diz estudo

Estado vai promover mutirão de cirurgias bariátricas na região de Maringá


Indústria vai mudar composição de alimentos para retirar sódio, diz ministério

Indústria vai mudar composição de alimentos para retirar sódio, diz ministério


Paraná recebe equipamento avançado para tratamento do Câncer

Paraná recebe equipamento avançado para tratamento do Câncer


97% do grupo de risco é vacinado em Guarapuava

97% do grupo de risco é vacinado em Guarapuava


Beleza em Perspectiva

Beleza em Perspectiva



CFW Agência de Internet