Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Alimentação saudável foi pauta na III Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional

O evento aconteceu no Salão Nobre da Faculdade Campo Real


quarta-feira, 31/maio/2017
Alimentação saudável foi pauta na III Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional

Durante toda essa quarta-feira (31), a Prefeitura de Guarapuava em parceria com o Comsea (Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional) e a Caisan (Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional de Guarapuava), realizaram a III Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. O evento aconteceu no Salão Nobre da Faculdade Campo Real e contou com a presença de servidores de diversas secretarias municipais, professores, acadêmicos e comunidade em geral. De acordo com a presidente do Consea, Luciana Belinski, objetivo da terceira edição foi reafirmar a discussão da Política de Segurança Alimentar e Nutricional em Guarapuava. “Avaliamos a efetivação da inclusão das proposições feitas nas outras edições da conferência. Além disso, identificamos os avanços desses últimos dois anos para garantir a sua eficiência. Mais uma vez tivemos ótimos resultados”, esclareceu Belinski.

A terceira edição foi dividida em dois turnos. Pela manhã foi realizada a apresentação do Caisan, composta pelas secretarias municipais de Administração; Finanças; Assistência social; Agricultura; Meio Ambiente e Educação e Cultura. “Estamos aqui hoje para ouvir a sugestão de cada um dos participantes, pois sabemos que novas ideias podem ser um diferencial para nossa causa. Temos a responsabilidade de propor iniciativas. A conferência nos auxilia nessa missão da alimentação saudável para toda a população”, enfatizou o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Ari Bona.

Em seguida, aconteceu a palestra sobre a “Política de Segurança Alimentar e a efetivação do Plano Nacional e Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e os desdobramentos de ações no município”, ministrada pela professora Caryna Eurick Mazur da Unicentro.

Por fim, foram iniciados os debates sobre todas as pautas propostas, que seguiram por toda a tarde. “Temos que aproveitar esse momento de união para efervescer ainda mais a discussão e as soluções para ter uma alimentação mais saudável, equilibrada e segura. Em Guarapuava, foram desenvolvidos programas e projetos importantes que visam toda essa qualidade alimentícia. Iniciativas essas que mostram como é importante cuidar do alimento que está dia a dia na mesa de todos”, concluiu o vice-prefeito e secretário de Agricultura e Turismo, Itacir Vezzaro.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Cientistas dizem ter feito a maior descoberta em 50 anos contra doenças degenerativas

Conheça a dispraxia, transtorno que afeta o ator de Harry Potter

Como queimar a gordura abdominal?

Por que engordamos quando ficamos mais velhos


Dermatologistas alertam para o perigo do bronzeado com fita

Dermatologistas alertam para o perigo do bronzeado com fita


Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa

Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa


Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV

Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV


Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas

Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas