Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Como queimar a gordura abdominal?

Por: Larine de Lara e Alisson Uchak – Acadêmicos de Nutrição da Faculdade Campo Real


quarta-feira, 06/dezembro/2017
Como queimar a gordura abdominal?

Para estar com aquela barriga sequinha no verão é necessário queimar a gordura abdominal. Mas isso todo mundo sabe! Então vamos ao que interessa.

 

Como queimar a gordura abdominal?

Para queimar a gordura abdominal você precisa ficar atendo a alimentação, realizar exercícios aeróbicos, evitar bebidas alcoólicas e gorduras saturadas.

 

Cuidado com os carboidratos!

Tido como o “problema” e restrito nas dietas da moda, muito pelo contrário do que se acredita, os carboidratos devem estar presentes na sua alimentação. Mesmo que o objetivo seja perder gordura. Os carboidratos são a principal fonte de energia  e sua restrição vai afetar os músculos, utilizando-os como energia no lugar do carboidrato.

 

Ou seja, quais carboidratos ingerir? Carboidratos simples? Com rápida absorção e conversão em glicose, e que seu excesso na corrente sanguínea estimula a insulina, um hormônio que diminui o metabolismo e favorece o acúmulo de gordura na região abdominal. Ou carboidratos complexos? Que são fonte de fibras e possuem um esvaziamos gástrico mais devagar, fazendo com que sua saciedade seja por tempo maior. Portanto, substitua o pão, macarrão e arroz branco por produtos integrais.

 

Como as proteínas podem ajudar?

As proteínas têm digestão lenta e também não alteram de maneira significativa a glicose sanguínea, trazendo como benefício mais saciedade e redução na quantidade da ingestão.

 

Dica Valiosa: Inclua fontes alimentares de proteína no seu café da manhã, como: ovos, leites e derivados (queijos e iogurtes). Entenda fisiologicamente: os níveis de glicose caem e há aumento do apetite. Estudos evidenciam que um café da manhã com proteínas, ocasiona ingestão de menos calorias no restante do dia.

 

Também, as proteínas são importantes na formação de tecido muscular, uma dieta baixa em proteínas pode acarretar em uma musculatura enfraquecida. Mas cuidado! Essas proteínas devem ser com baixa quantidade de gorduras para queimar a gordura abdominal.

 

A proteína também evita a flacidez e dentre as fontes alimentares temos as carnes brancas, ovos e leite semidesnatado e desnatado. Evite a carne vermelha, pois ela contém maior quantidade de gordura e tem ação de dilatação no estômago.

 

Quais exercícios fazer para queimar a gordura corporal?

O exercício de resistência fortalece a musculatura, como o abdominal mas não “tira as gordurinhas”. Para isso, são necessárias atividades de alta intensidade, como o treino HIIT, corrida com sprints (tiros), spinning e aquelas que elevam os batimentos cardíacos até chegar a 60-70% da sua frequência cardíaca máxima. Acrescente 30 minutos de cardio de três a quatro vezes por semana.

 

Os exercícios são importantes para fortalecer a musculatura abdominal, pois assim que a gordura for eliminada, os seus músculos vão estar visíveis e exibir aquela barriga chapada. São alguns exemplos desses exercícios, os agachamentos, bicicleta, abdominal reverso, prancha e abdominal tradicional com a perna estendida. Já na academia, os exercícios utilizados são rotação de tronco, inclinação lateral e elevação de pernas com pesos.

 

Para queimar a gordura abdominal, a caminhada, bike e corrida são as melhores opções de exercícios aeróbicos, em que cerca de 40 minutos diários são suficientes. Assim como fazer abdominais, aproximadamente três vezes por semana.

 

E minha alimentação, como deve ser?

Faça refeições em menores quantidades, feitas a cada três horas. Ficar sem comer diminui o metabolismo e consequentemente a queima de gorduras. Cuidado! Atente-se para não ingerir mais do que a quantidade necessária, ou seja, fracione sua alimentação em mais refeições com quantidades menores.

 

As gorduras mono e poli-insaturadas, presentes na sardinha, salmão, atum, nozes e abacate tem digestão lenta, aumentando o tempo de saciedade.  20% da sua alimentação diária pode ser provenientes destas gorduras.

 

Os alimentos processados, como fast food, salgadinhos, refrigerantes, pizza, chocolate, álcool, alimentos semi-prontos e congelados possuem alto teor de sódio e açúcar, estes causam inflamação e inchaço na barriga. O açúcar altera a liberação de insulina, já o sódio aumenta a retenção de líquidos.

 

Lembrete: somente 25% do total de sódio ingerido é oriundo do sal acrescentado na preparação. Os outros 75% é proveniente de alimentos industrializados, que tem o sal para conservar e realçar o sabor.

 

E os laticínios?

Muitos intolerantes à lactose têm como sintoma a distensão abdominal, gases e acúmulo de toxinas. Havendo inflamações e retenção de líquidos, e portanto, nesse caso a restrição do leite se faz necessária. Podendo substituir por leite de soja, leite de arroz e tofu.

 

Desintoxicando!

O metabolismo de muitos alimentos industrializados produz toxinas, que afetam o fígado, causam problemas intestinais e podem estufar a região abdominal. Alimentos termogênicos como o gengibre aceleram o metabolismo e auxiliam na queima de gordura.

 

A água auxilia na eliminação de toxinas e acelera o metabolismo. Estudos indicam que o metabolismo pode aumentar em até 30% (durante dez minutos) logo após o consumo de um copo de água. Ela também está relacionada à saciedade. Pois aumenta o volume do bolo alimentar e contribui para um consumo menor de alimentos ao longo do dia.

 

Jamais tome água ou outro líquido durante as refeições. Pois isso dilata o estômago, fazendo com que você queira comer mais, e juntamente com o sal presente na comida, há retenção de líquido.

 

E aquele inchaço, quais alimentos podem me ajudar?

Uma alimentação rica em frutas auxilia na eliminação de líquidos, pois eles ajudam a descartar as toxinas que podem ocasionar algum inchaço. Exemplos destes é o suco verde, sucos com hortelã, agrião, espinafre e couve que são excelentes antioxidantes, também frutas como kiwi, pêra e melancia que são diuréticos.

 

Fique ligado nas dicas sobre alimentação e curta nossa página!

 


Larine de Lara e Alisson Uchak – Acadêmicos de Nutrição da Faculdade Campo Real

Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Cientistas dizem ter feito a maior descoberta em 50 anos contra doenças degenerativas

Conheça a dispraxia, transtorno que afeta o ator de Harry Potter

Por que engordamos quando ficamos mais velhos

Dermatologistas alertam para o perigo do bronzeado com fita


Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa

Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa


Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV

Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV


Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas

Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas


EUA aprovam nova droga anti-HIV: a primeira a juntar dois compostos da nova geração

EUA aprovam nova droga anti-HIV: a primeira a juntar dois compostos da nova geração