Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Estado vai promover mutirão de cirurgias bariátricas na região de Maringá

O objetivo é reduzir e, se possível, zerar a demanda por este tipo de procedimento,


quarta-feira, 14/junho/2017
Estado vai promover mutirão de cirurgias bariátricas na região de Maringá

O Governo do Estado vai promover um grande mutirão para ampliar a oferta de cirurgias bariátricas na região de Maringá. O objetivo é reduzir e, se possível, zerar a demanda por este tipo de procedimento, atendendo pacientes dos 30 municípios da abrangência da 15ª Regional de Saúde. A novidade foi comunicada nesta terça-feira (13) pelo secretário estadual de saúde, Michele Caputo Neto, que esteve no município.

A iniciativa faz parte do Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas, que já fez 66 mil procedimentos em todo o Paraná. “Somos o único Estado do País que aplica recursos próprios nesta área. Trata-se de uma ação inédita que está mudando a vida de milhares de paranaenses”, disse Caputo Neto.

A cirurgia bariátrica, também chamada de gastroplastia, é utilizada para a redução do estômago. Ela é indicada para pessoas obesas e que apresentam condições que oferecem riscos à saúde. Ao todo, o Estado deve investir cerca de R$ 300 mil mensais na iniciativa, que se estenderá por tempo indeterminado.

Serão, em média, pelo menos 50 cirurgias bariátricas a mais por mês. A intenção é reduzir gradativamente a fila de espera, que hoje chega a quase mil pessoas. “O objetivo é melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, que muitas vezes aguardam por anos na fila de espera pelo procedimento no SUS”, explicou o secretário.

Será feito um chamamento público para a seleção dos hospitais e instituições que participarão do mutirão. A previsão é que o edital seja aberto dentro de 60 dias. Independente do serviço contratado, os procedimentos serão ofertados gratuitamente à população.

Atualmente, apenas o Hospital Universitário de Maringá realiza cirurgias bariátricas na região. De acordo com o secretário, a unidade presta um excelente atendimento, mas não tem capacidade suficiente para atender toda a demanda.

“Com o mutirão, vamos reduzir a necessidade de transferência de pacientes. Hoje, grande parte tem que ser encaminhada a hospitais de Campo Largo e Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba”, destaca Caputo Neto.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Homens também devem aderir o hábito

Dicas básicas para prevenir enfermidades comuns nos dias frios

Dieta vegetariana emagrece duas vezes mais do que as tradicionais, diz estudo

Indústria vai mudar composição de alimentos para retirar sódio, diz ministério


Paraná recebe equipamento avançado para tratamento do Câncer

Paraná recebe equipamento avançado para tratamento do Câncer


97% do grupo de risco é vacinado em Guarapuava

97% do grupo de risco é vacinado em Guarapuava


Beleza em Perspectiva

Beleza em Perspectiva


Ministro da Saúde libera vacina da gripe para toda a população a partir de segunda-feira

Ministro da Saúde libera vacina da gripe para toda a população a partir de segunda-feira



CFW Agência de Internet