Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Você sabe o que é leave-in e como usá-lo?

Produto é versátil e se adapta a todos os tipos de cabelos.


quarta-feira, 22/junho/2016
Você sabe o que é leave-in e como usá-lo?

Queridinho das cacheadas já há bastante tempo, o leave-in é muito mais que um simples creme para pentear e, ao contrário do que muitos pensam, serve para todos os tipos de cabelo, pois existem produtos com diversos ingredientes que se adaptam à estrutura de cada fio, servindo como um ótimo finalizador e executando as mais variadas funções.

Como o próprio nome diz, leave-in é qualquer tipo de produto que pode ser aplicado no cabelo sem precisar de enxágue. Nessa categoria, existem muitos finalizadores que servem para dar brilho, proteger a saúde capilar, repor nutrientes, tratar pontas duplas, acabar com o ressecamento e com o frizz, além de muitas outras utilidades. Por isso, na hora de escolher é preciso ter em mente a ação desejada.

“Quem deseja cabelos mais brilhosos, por exemplo, deve investir em leave-ins à base se silicone, que fecham as cutículas dos fios, formando uma película que reflete a luz. Já para hidratar, os produtos que contêm óleo de argan, vitaminas e andioxidantes são os mais indicados”, explica Gilberto Miranda, representante da Vitiss Cosméticos em Pernambuco e na Paraíba. Uma boa opção é o leave-in da linha Ecoative Argan Oil, da Vitiss Cosméticos, que ainda contém ômega 3, 6 e 9, que combatem os radicais livres causadores do envelhecimento, melhorando a elasticidade dos fios e reduzindo o frizz.

Alguns leave-ins, inclusive, servem para selar o cabelo e combater o aparecimento de pontas duplas, como é o caso do leave-in de quiabo, da mesma marca. Enriquecido com cobre, magnésio e silício, ele fortalece os fios, deixando-os mais fortes, resistentes e nutridos. O fruto, aliás, tem uma ação umectante tão poderosa que é usado para recuperar até fios danificados pela química ou agentes externos, como o secador e a chapinha, além de ser ótimo para cabelos afros, que possuem uma estrutura irregular que dificulta que a oleosidade natural do couro cabeludo chegue até as pontas.

Já os leave-ins à base de tutano possuem alto poder modelador, facilitando o penteado e promovendo uma ação emoliente e conferindo brilho e maciez, devido ao seu alto índice de sais minerais, colágeno, proteínas e carboidratos. O produto, que é um dos mais vendidos da Vitiss, conta com fortalecedores de fios que regeneram profundamente a estrutura da fibra capilar e devolve a elasticidade natural dos cabelos.

Seja qual for a linha escolhida, o ideal é usar o leave-in logo após lavar as madeixas, retirando o excesso de água antes de aplicá-lo e amassando o cabelo por todo o comprimento. Cuidado, apenas, na hora de dosar o produto para não usar em excesso ou o cabelo pode ficar oleoso. E nada de passá-lo perto da raiz. O indicado é manter uma distância de, pelo menos, 20 cm. Quem tiver o cabelo muito fino ou liso pode, ainda, investir em leave-ins em spray, que são mais leves que os tradicionais e conferem mais movimento aos fios.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Cientistas dizem ter feito a maior descoberta em 50 anos contra doenças degenerativas

Conheça a dispraxia, transtorno que afeta o ator de Harry Potter

Como queimar a gordura abdominal?

Por que engordamos quando ficamos mais velhos


Dermatologistas alertam para o perigo do bronzeado com fita

Dermatologistas alertam para o perigo do bronzeado com fita


Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa

Vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença, diz nova recomendação da Anvisa


Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV

Mais da metade dos brasileiros de 16 a 25 anos está infectada com HPV


Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas

Estudo mostra como a diabetes tipo 2 ocorre em pessoas obesas