Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Agente consular visita brasileiro detido nos EUA após e-mails falsos de bomba em avião


quarta-feira, 15/janeiro/2014
Agente consular visita brasileiro detido nos EUA após e-mails falsos de bomba em avião

Um representante do Consulado-Geral do Brasil em Miami, nos Estados Unidos, vai visitar nesta quarta-feira (15) Francisco Fernando Cruz, no Centro de Detenção Federal, para verificar as condições físicas e psicológicas do brasileiro de 22 anos, preso no dia 9 de janeiro, suspeito de ter enviado e-mails com ameaças de bomba em um avião para a polícia de Miami e para a companhia aérea TAM.

 

Nessa terça-feira, Cruz teve uma audiência preliminar e a Justiça não determinou fiança para o brasileiro. Ele aguarda preso a próxima audiência, marcada para 24 de janeiro. Cruz foi indiciado por ameaça à aviação comercial internacional, um delito federal. Se condenado, pode pegar pena máxima de cinco anos de prisão e pagar multa de US$ 250 mil. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, um defensor público americano foi designado para o brasileiro, mas um assessor jurídico do consulado também vai acompanhar o caso.

 

De acordo com o FBI (a Polícia Federal norte-americana), no dia 8 de janeiro um e-mail foi enviado para a polícia de Miami e outro para a TAM com suposta ameaça de bomba a um voo da empresa aérea, previsto para o dia 10 de janeiro, de Miami para Brasília. A polícia identificou que os e-mails vieram de um computador da Universidade Estadual de Montclair, em Nova Jersey, e teve acesso às imagens da universidade que mostraram a pessoa que utilizou o terminal. Cruz foi identificado como o autor das mensagens. O brasileiro viajou de Nova York para Miami, onde ia pegar o voo contra o qual fez a ameaça, e foi preso no dia 9.

 

Em nota, a TAM informa que foi notificada pelas autoridades dos EUA sobre a suposta presença de bomba a bordo de uma de suas aeronaves. “Para garantir a segurança dos clientes e da tripulação, a companhia, como já fez em outras circunstâncias de alarme falso, reforçou a inspeção de todas as cargas despachadas, assim como dos passageiros. Após intensa investigação com às autoridades competentes, foi confirmada que a ameaça era falsa. Portanto, nenhum risco foi detectado à segurança do voo JJ8043 (Miami-Brasília). A aeronave decolou normalmente na sexta-feira (10), no horário previsto”, disse o comunicado.

 

Agência Brasil


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também





Cinco parques estaduais têm planos de manejo atualizados


Grupo GTFoods inicia exportação de frango tipo “Griller”


BRINK’S marca presença em evento global sobre ciclo de vida do dinheiro no Texas (EUA)


Leoni encerra temporada 2015 do “Trajeto Lumen Ao Vivo”