Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Encontro de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro aborda o Aneurisma da Aorta Abdominal


terça-feira, 10/março/2015
Encontro de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro aborda o Aneurisma da Aorta Abdominal

Entre os dias 20 e 21 de março a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ) realiza o 29º Encontro de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro, um dos principais eventos da especialidade médica. Neste ano, um dos focos do encontro será o tratamento do Aneurisma da Aorta Abdominal (AAA). No Brasil, estima-se que 4% da população sofra com o problema e que em pessoas com mais de 60 anos esse percentual aumente para 6%. Após ter o aneurisma rompido, o sangramento leva à morte até 90% dos pacientes. Dois convidados internacionais especialistas em tratamento da aorta rota (rompida), Manish Mehta (EUA) e Piergorgio Cao (Itália), vão participar do evento e apresentar a experiência do tratamento da doença para que essa margem de apenas 10% de sucesso possa ser mudada.

 

A aorta é a maior artéria do corpo humano, responsável por levar o sangue do coração para todos os órgãos através de seus ramos. Em mais da metade dos casos o aneurisma é assintomático e, quando não diagnosticado e tratado, pode romper e levar a uma grave hemorragia. “Metade dos pacientes com ruptura do aneurisma de aorta abdominal não chega com vida ao hospital”, alerta Julio Cesar Peclat de Oliveira. “O problema é grave, mas as chances de cura são enormes quando diagnosticado precocemente”, conclui.

 

A propensão é maior em homens, acima de 55 anos, com histórico familiar, hipertensos, dislipidêmicos, ou seja, que tenham colesterol ou triglicérides elevados. Esses são os pacientes que fazem parte do chamado grupo de risco. Outro fator importante é o tabagismo. Pessoas que fumam têm maior probabilidade de terem aneurisma da aorta abdominal.

 

Segundo o especialista, o ideal seria que todos na faixa dos 50 anos, com histórico familiar e outros fatores de risco, procurassem um angiologista ou cirurgião vascular para fazer o rastreamento da sua aorta, entre outras investigações. “Muitas vezes, além da aorta dilatada, há outras doenças associadas e só o seu cirurgião vascular vai saber conduzir o melhor tratamento”, observa Peclat.

 

Ainda durante o 29º Encontro de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro serão abordadas novas técnicas e indicações para o tratamento de varizes e isquemia de membros inferiores, com palestra especial sobre manobras menos invasivas para salvamento de membros após trauma, evitando amputações. As inscrições podem ser feitas por email (secretaria@sbacvrj.com.br) ou pelo telefone (21 2533-7905)

 

Serviço:

Data: 20 e 21 de março de 2015

Local: Windsor Barra Hotel (Av.Lucio Costa, 2630 – Barra da Tijuca)

Inscrições e Informações:

Telefone: (21) 2533-7905

Email: secretaria@sbacvrj.com.br

www.sbacvrj.com.br

 


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também





Cinco parques estaduais têm planos de manejo atualizados


Grupo GTFoods inicia exportação de frango tipo “Griller”


BRINK’S marca presença em evento global sobre ciclo de vida do dinheiro no Texas (EUA)


Leoni encerra temporada 2015 do “Trajeto Lumen Ao Vivo”



CFW Agência de Internet