Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Kid Vinil morre em São Paulo aos 62 anos

Cantor passou mal em Minas Gerais e foi transferido para hospital na Zona Sul da capital paulista.


sexta-feira, 19/maio/2017
Kid Vinil morre em São Paulo aos 62 anos

O cantor e radialista Kid Vinil morreu na tarde desta sexta-feira (19) em São Paulo, depois de passar mais de um mês internado. Ele passou mal depois de um show em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de Minas Gerais, e foi levado a um centro médico daquela cidade.

Depois, foi transferido de helicóptero para o Hospital da Luz, na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo. Em seguida, foi para o Hospital TotalCor, onde morreu. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do TotalCor.

Kid Vinil era diabético e sofreu uma parada cardíaca no dia 16 de abril. Ele chegou a ser colocado em coma induzido.

Antes de passar mal, Kid Vinil participava de um projeto com outros cantores dos anos 1980, como Kiko Zambianchi e Ritchie, em um clube de Conselheiro Lafaiete. Nos últimos dias, amigos afirmaram nas redes sociais que o quadro do cantor tinha se agravado e pediram orações por sua recuperação.

Hits nos anos 80

Antônio Carlos Senefonte nasceu em Cedral, no interior de São Paulo. Com o apelido Kid Vinil, ele se destacou com trabalhos como cantor, radialista, jornalista, VJ e DJ.

Kid ganhou fama no cenário do rock nacional nos anos 80 com a banda Magazine, anteriormente chamada de Verminose. Ted Gaz, Lu Stopa e Trinkão completavam a banda.

O grupo lançou hits como “Tic Tic Nervoso”, “Sou Boy” e “A Gata Comeu”. O Magazine encerrou suas atividades definitivamente em 2004. Kid saiu e retornou para a banda várias vezes, sempre com projetos musicais paralelos.

Em uma dessas idas e vindas, criou o projeto Kid Vinil e os Heróis do Brasil. Retornou pela última vez ao Magazine em 1998. Ainda na parte musical, ele se dedicou ao projeto Kid Vinil Xperience, em 2005. Seu último trabalho, o EP Kid Vinil Xperience, foi lançado em 2014.

MTV e TV Cultura

Kid também teve projetos voltados para a TV. Em 1987, o cantor participou do programa “Boca Livre”, e, de 1989 a 1993, apresentou o “Som Pop”, ambos da TV Cultura. Ainda nos anos 1990, tornou-se VJ da MTV, onde trabalhou de 1999 a 2001. Entre os programas que participou na emissora estava o “Lado B”, voltado para o universo da música alternativa.

Em 2008, lançou o livro “Almanaque do Rock”, que contava um pouco da trajetória do rock desde os anos 1950. Tinha planos de mais uma produção literária.

DJ e radialista

No último anos, atuou com DJ em festas por todo o Brasil, trabalho que desenvolve desde a década de 1980, além de comandar um programa semanal na Rádio Rock 89FM (SP), desde 2015.

Também em 2015, teve sua história contada na biografia “Kid Vinil: um herói do Brasil”, escrita pelo jornalista Ricardo Gozzi e pelo guitarrista e produtor musical Duca Belintani.

Kid morreu aos 62 anos, após passar mal durante um show em Conselheiro Lafaiete (MG).

g1

Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Esquecer a CNH em casa pode deixar de ser um problema para os motoristas

Modelo e apresentadora Lais Cruz faz comercial com super maquinas automotivas

Justiça concede liberdade a suspeito de matar 2 delegados da PF em casa de prostituição em Florianópolis

Resort de luxo e beach clubs de Florianópolis serão demolidos


Musa fitness Isidoria Carvalho postada foto na beira da piscina e ganhou elogios de fãs

Musa fitness Isidoria Carvalho postada foto na beira da piscina e ganhou elogios de fãs


Casal morre afogado após carro cair em lago enquanto fazia sexo

Casal morre afogado após carro cair em lago enquanto fazia sexo


Faculdade Avantis promove festa junina com maior fogueira de Balneário Camboriú

Faculdade Avantis promove festa junina com maior fogueira de Balneário Camboriú


Bernardo comemora mais de 50 viaturas para municípios da região

Bernardo comemora mais de 50 viaturas para municípios da região



CFW Agência de Internet