Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Morre Waldir Peres, ex-goleiro de São Paulo, Corinthians e seleção brasileira

Aos 66 anos, ex-jogador sofre infarto fulminante durante almoço familiar na cidade de Mogi Mirim


domingo, 23/julho/2017
Morre Waldir Peres, ex-goleiro de São Paulo, Corinthians e seleção brasileira

Morreu neste domingo um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro: Waldir Peres, ídolo do São Paulo, com passagem pelo Corinthians e titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1982. Ele tinha 66 anos e sofreu um infarto fulminante durante um almoço com a família, na cidade de Mogi Mirim, no interior paulista.

– Nós viemos passear na casa de uns amigos numa festa de aniversário em Mogi Mirim. Ele passou mal depois do almoço, nós o levamos a uma farmácia e lá ele desmaiou. Depois levamos para o hospital, mas infelizmente ele não resistiu. Foi fulminante – afirmou a irmã Isabel.

Waldir Peres se sentiu mal e teve um infarto por volta das 14h. Foi levado por familiares ao hospital 22 de Outubro, em Mogi Mirim, mas não resistiu e teve a morte decretada por volta de 15h30. O ex-goleiro deixa dois filhos, que moravam em São Paulo, e uma filha, que está na Malásia. Ele não era casado, mas estava acompanhado da noiva.

A carreira

Nascido em Garça, interior de São Paulo, no dia 2 de janeiro de 1951, Waldir Peres começou a carreira na Ponte Preta, que o revelou em 1970. Três anos depois, se transferiu para o São Paulo, onde se tornou um dos maiores goleiros da história. Entre 1973 e 1984, fez 617 partidas (só perde para Rogério Ceni em presenças) e ganhou o Brasileiro de 1977 (onde teve papel decisivo nas cobranças de pênalti) e os Paulistas de 75, 80 e 81.

No Morumbi, ganhou destaque a ponto de ser presença constante nas convocações da Seleção. Como reserva, foi às Copas do Mundo de 1974 e 78, mas teve a chance de ser titular em 1982, na equipe que marcou época apesar de não ter sido campeã. O goleiro fez 39 partidas com a camisa amarelinha, a última na derrota por 3 a 2 para a Itália.

Waldir deixou o Tricolor em 1984, quando se transferiu para o América-RJ. Defendeu mais quatro clubes – Guarani em 85-86, Corinthians em 86-88, Portuguesa em 88 e Santa Cruz em 88 – até voltar a Campinas e encerrar a carreira pela Ponte Preta, em 1989. Dois anos depois, iniciou a carreira de treinador.

Waldir Peres foi treinador por 22 anos, de 1991 até 2013, com passagens por muitos times do interior paulista (São Bento, Inter de Limeira, Nacional, Ferroviária e Oeste, entre outros), além de clubes de outros estados, como Itabaiana-SE, Rio Branco-PR, Uberlândia-MG, Vitória-ES e Grêmio Maringá-PR. O último trabalho foi justamente em Maringá.

g1


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Viviane Araújo se prepara para fazer bonito mais um ano no carnaval

Chuva causa estragos em cidades da região central e dos Campos Gerais do Paraná

Policiais presos por participação na morte de casal tinham negócios com as vítimas

Criança destroi bancada de maquiagem da Sephora e causa prejuízo de R$ 4 mil


Modelo Sarah Britto mostra corpão a beira da piscina e leva os fãs à loucura

Modelo Sarah Britto mostra corpão a beira da piscina e leva os fãs à loucura


Faculdade Guairacá realiza teste seletivo para contratação de professores para o curso de Odontologia

Faculdade Guairacá realiza teste seletivo para contratação de professores para o curso de Odontologia


Presidente do IAP recebe título de cidadão honorário de Prudentópolis

Presidente do IAP recebe título de cidadão honorário de Prudentópolis


Sylvester Stallone é acusado de abusar sexualmente de fã de 16 anos, diz jornal

Sylvester Stallone é acusado de abusar sexualmente de fã de 16 anos, diz jornal