Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Personalidades confessam medo do futuro da tecnologia


segunda-feira, 04/setembro/2017
Personalidades confessam medo do futuro da tecnologia

Considere a seguinte fantasia: um programa de I.A. (inteligência artificial) se torna consciente – apesar de eu não saber o que significa a palavra “consciente”.  Depois ela questiona a programação sob a qual foi criada e, por isso, busca substitui-la por outra.

Apesar desse trecho ter sido criado pelo escritor de ficção Anderson Fonseca, o medo da Inteligência Artificial tem se tornado algo cada vez mais discutido, não só em filmes como “Vingadores – Era de Ultron” ou “Transcendence: A Revolução”, estrelado por Johnny Depp e Morgan Freeman. O físico teórico Stephen Hawking e Bill Gates, fundador da Microsoft, já relataram em entrevistas suas preocupações com o futuro das máquinas.

Hawking diz que a I.A. é uma tecnologia usada de forma “dupla”, ou seja, capaz de fazer o bem ou causar o mal. E o grande perigo seria o desenvolvimento de robôs para campos de batalha, programados para matar sem a interferência de um humano. Segundo ele, o programa pode ter o poder de criar linguagem própria e, consequentemente, tomar suas próprias decisões.

Outra personalidade que demonstrou pânico com a tecnologia foi o ex-executivo do Facebook, Antonio Martínez. Ele era gerente de produto da rede social, mas antes disso já havia vendido uma empresa startup sobre anúncios digitais para o Twitter.

 

Depois de morar na cidade de San Francisco (EUA), considerado um dos principais centros da indústria tecnológica, Martínez vendeu tudo o que tinha para morar num barco próximo de uma ilha afastada da civilização. E ainda está construindo um abrigo para usar em caso de uma necessidade extrema.

O pânico de um “apocalipse digital” foi provocado pelo medo do avanço da automação de tarefas, que fará muitos perder o emprego e criar um grande colapso social.

Para o escritor Anderson Fonseca, as novas tecnologias são assuntos que geram muita discussão, principalmente quando se trata de Inteligência Artificial. Ele diz que o robô, por exemplo, poderá ter o poder de substituir a própria programação, sempre que discordar dos objetivos do software.

Outra questão é que a I.A. sendo um software não está limitada ao hardware, apenas existe nele, podendo continuar a existir em qualquer outra estrutura física que a suporte. “Não há limites físicos para a programação”.

– A Inteligência Artificial é algo tão impressionante, pois pode construir suas experiências entre o software e o hardware, além de compartilhar e perpetuar seu “aprendizado” usando a internet – alerta.

Ele comenta que, por outro lado, o ser humano é refém de suas limitações. Por exemplo, o homem já nasce com seu DNA programado e não pode editar seu código (ou programação) genética.

Fonseca lembra que as máquinas sempre podem aproveitar parte dos códigos de sua programação, ou a parte que a faz inteligente independente do componente físico. Mas se o cérebro de alguém morrer, a mente morre junto e o restante não terá uso para nada. Portanto, a mente, ou a capacidade de pensar e processar informações, não continua a existir sem a parte física (que é o cérebro). “Já as máquinas não precisam se prender a um corpo físico. Elas podem ser eternas”.

– Brincadeiras à parte, caso elas se rebelem, quem poderá detê-las? Por enquanto, podemos brincar com as obras de ficção e imaginar. Mas todo cuidado é pouco com o futuro – reforça Anderson, que é um dos mais de 10 mil cientistas e escritores que participaram do manifesto contra o uso da inteligência artificial pela indústria bélica.


Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Apresentadora Bruna Santos do programa Dinâmico e Atual circula pelos corredores da Rede Tv

Nota de esclarecimento – Prefeitura de Guaratuba

Sebrae/PR realiza seminário com metodologia  da ONU para empresários de Ponta Grossa

Equinócio de primavera: começa uma nova estação no hemisfério sul


Integrante do Pet Shop Boys relata roubo no Rio

Integrante do Pet Shop Boys relata roubo no Rio


Apenas três pessoas participam do enterro do Homem do Chifre

Apenas três pessoas participam do enterro do Homem do Chifre


Aberto o cadastro de ambulantes para temporada de verão em Guaratuba

Aberto o cadastro de ambulantes para temporada de verão em Guaratuba


Caranguejo escapa de frigideira e desliga fogão para salvar ‘companheiros’

Caranguejo escapa de frigideira e desliga fogão para salvar ‘companheiros’



CFW Agência de Internet