Superinformado Notícias
Facebook
Twitter
Instagram

Diário de Bordo – Tailândia

Por Douglas Brandalise


terça-feira, 28/junho/2016
Diário de Bordo – Tailândia

Aqui vai um breve relato da viagem a Tailândia feita em Junho de 2016.

Bem, essa é a segunda vez que vou a Tailandia, minha primeira vez por lá foi em 2014, onde estive também no Vietnã, Indonésia e Cingapura.
Na primeira vez, além da capital Bangkok, visitei algumas ilhas, como Koh Phi Phi, destino mais que tradicional de quem visita a Tailandia, mas confesso que me encantei muito com Bamboo Island.
Apenas para ilustrar um pouco sobre a viagem, relato os países que já visitei, fosse à turismo ou trabalho: Austrália, Argentina, Alemanha, Bélgica, Bolívia, Chile, Cingapura, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Inglaterra, Indonésia, Paraguai, Uruguai, Vietnã.
A tônica dessa ultima viagem à Tailandia foi o baixo preço gasto na viagem. Não tinha programado viajar em Junho ou tão repentinamente como foi, porém, achei uma passagem São Paulo – Bangkok – Sao Paulo por irrisórios R$ 1.559,00, considerando o destino, realmente é muitíssimo barato, sendo assim, comprei o bilhete para uma rápida estada na Tailandia, porém, previ conhecer outro lugar do país.
Como a viagem estava fora dos planos e as condições de valores de passagem muito boas, resolvi lançar o desafio de gastar no máximo R$ 2.500,00 na viagem. Para isso, é preciso conhecer o lugar onde vai, saber os preços e acima de tudo, deixar o luxo de lado.
05/Junho – embarque de Curitiba para São Paulo (Guarulhos) e de Sao Paulo para Bangkok
06/Junho – conexão no aeroporto de Abu Dhabi (Emirados Arabes), parada de 03 horas para troca de avião, apos 14 horas de voo.
13406722_1229535063746720_2695701004709771796_n
07/junho (considerando data local) – chegada às 07:00 da manhã em Bangkok, por lá ja esperavam os amigos Edu, Jhon e Gustavo. Como gosto de fazer em cidades com serviço de metro, fomos para a estação dentro do próprio aeroporto internacional de Bangkok (Suvarnabhumi), cerca de 40 minutos pela City Line até a estação Phaia Thai, de lá, um taxi até o hotel que reservei bem pertinho da Khao Sam Road, famosa rua de comercio, bares e mochileiros. Hotel simples, mas quarto bom, amplo, camas confortáveis e banheiros limpos e adequados, além disso boa internet..haha!
Esse dia foi para caminhar pela região, matar a saudade de comer padthai  e descansar.
Mas a noite fomos pegar um pouco da noite da rua famosa, com musica alta, bebidas servidas em baldes, ambulantes oferecendo escorpiões em espetinhos, shows de “ping pong”, ternos customizados e massagens.
Os calouros de viagens foram experimentar o padthai da rua, que custa entre 30 e 50 baht (R$ 3,00 a R$ 5,00), esse mesmo prato custa em restaurantes cerca de R$ 10 a R$ 15,00 (o que é uma media de preço para uma boa refeição na Tailândia).
13327526_1228127293887497_7880291118149902537_n
08/junho – Nesse dia fomos ao Palácio Real, local tradicional de visitação e lotado de turistas. O lugar é espetacular, toda a arquitetura e riqueza da cultura presente. Para entrar, paga-se 200 baht a entrada (R$ 20,00) e não pode estar com ombros e pernas expostas, por isso, o próprio local oferece vestimentas emprestadas aos turistas que estiverem de bermuda, por exemplo.
Nesse mesmo dia, fui me apresentar em um bar dinning chamado Oskar Bistro, em uma região mais hype e moderna da cidade, com vida noturna de público mais eletrizado, hotéis luxuosos e turistas com muita grana.
Nesse dia usei Uber para ir, e a diferença de preço e serviço em relação ao táxi é maior que aqui, pois foi uma corrida de cerca de 20 minutos, paguei R$ 7,00. Na volta usamos o tradicional tuk tuk para voltar, e custou (o mesmo trajeto), 250 baht (R$ 25,00).
09/junho – Esse dia aproveitamos mais um pouco de Bangkok e a noite pegamos um trem para Chumphon, foram 09 horas de trem, que viaja durante a madrugada. Mas as poltronas viram “beliches”, e você pode ir dormindo tranquilo, o valor varia de 450 baht (segunda classe) a 900 baht uma cabine primeira classe, eu acabei pegando uma primeira classe e o resto da galera foi de segunda classe para economizar mais um pouco.
Da estação de Chumphon ainda tem mais 01 hora de ônibus até o pier, onde pegamos o barco para Koh Tao, são duas horas de viagem, as 09:00hrs da manhã do dia seguinte estávamos na ilha que escolhi ir dessa vez na Tailândia. Eu acabei comprando o pacote trem + onibus + barco, no fim (considerando primeira classe do trem), o valor saiu cerca de R$ 200,00.
10/junho – Pegamos um táxi, que são caminhonetes com bancos na carroceria para chegar até o hotel, custa 400 baht (R$ 40,00), como estávamos em 04 pessoas saiu barato. O hotel era um hostel (escolhi por ser barato, novo, ter ótimas recomendações e estar bem localizado), confesso que foi a primeira vez em um hostel, mas foi proposital, para ter a experiencia. Cada cama custou R$ 42,00 por noite por pessoa, mas um quarto excelente, com um banheiro ótimo e privado.
Apenas na ultima noite mudamos para um quarto individual, que custou R$ 60,00 a diária. Tão logo nos hospedamos já fomos atrás de motos para alugar, que consegue com facilidade enorme, o inconveniente é ter que deixar o passaporte com o locador das motos, não tem jeito. Mas faz toda a diferença ter uma scooter na ilha, e pelo preço de 150 baht por dia (R$ 15,00). Esse dia rodamos varias praias da ilha, sempre lugares incríveis.
11/junho – elegemos uma praia para passar maior parte do dia e relaxar, foi a praia de Aow Leuk. Nessa praia precisa pagar 100 baht para entrar, mas te oferecem um bangalô com espreguiçadeiras e mesa para ficar, muito bom. Como muitas praias de Koh Tao possuem corais, o banho se torna um pouco complicado e risco de se machucar, essa é uma praia que não tem corais e a beleza dela incrível, além da temperatura da água ser ótima.
12/junho – Dia de passear pela ilha de barco e visitar a ilha de Nang Yuan. Passeio custa 450 baht por pessoa, o barco abriga cerca de 25 pessoas e passa o dia visitando praias, você pode mergulhar nas paradas, ver os peixes, etc.. vale a pena o passeio (vale lembrar que em Koh Tao é oferecido cursos de mergulho de vários dias).
13450976_1231374900229403_8064495173029750795_n
A visita a Nang Yuan é o ponto máximo do passeio (a ilha fica a 7 minutos de barco de ilha principal de Koh Tao). O famoso view point para a foto lá do alto é o grande chamariz, com o calor batendo quase 40 graus, os incontáveis degraus em meio da mata do morro dão o toque dramático (devo ter perdido uns 03 litros de agua na subida, tamanho o suor). A noite pegamos um restaurante em Sairee beach para relaxar. lugar incrível de cara para o mar com musica impecável.
13/junho – Dia de sair com a moto por Koh Tao, conhecer outros lugares, restaurantes, bares, etc. A noite foi dia de ir para a “balada”, dois bares, muita cerveja, conhecendo pessoas, muita risada, confusão…um pouco de tudo, para fechar com chave de ouro.
14/junho – Começando a saga da volta! Fomos pegar o barco para Surat Thani, o táxi do próprio hotel foi nos levar, mas devido algumas obras na pequena rodovia no meio da ilha, furou o pneu da caminhonete, um pouco de demora e o tempo curtíssimo para pegarmos o barco no pier, conseguimos outra caminhonete que nos levou ate o pier e conseguimos pegar o barco aos 48 minutos do segundo tempo (detalhe, esse era o ultimo barco para lá, que saiu as 09:00 horas da manha), se perdêssemos esse barco, perdíamos todos os voos para chegar de volta ao Brasil, mas deu tudo certo, 4 horas de viagem de barco ate o pier de Surat, mais uma hora de ônibus até o aeroporto e mais uma hora de voo até Bangkok. De lá, uma longa espera e o retorno ao Brasil.
Vale lembrar que para a Tailândia você precisa ter a vacina da febre amarela e carteira internacional de vacinação.
13233051_1219818541385039_8473616990400340757_n
Fotos: Arquivo pessoal Facebook
Douglas Brandalise é guarapuavano, mora há 08 anos em Curitiba, tem 36 anos e é empresario de artistas internacionais, DJ e músico.

Compartilhar
Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google Plus

Leia Também
Confira a dica para quem vai acampar nas praias do Paraná nessas férias

Passeio de Kattamaram II é novo atrativo turístico de Foz

Bar de gelo de Foz terá neve e temperatura abaixo de zero

Village Iguassu Golf Residence será entregue oficialmente


Foz do Iguaçu recebe o maior bar de gelo do mundo

Foz do Iguaçu recebe o maior bar de gelo do mundo


Jovem escala ilegalmente uma Pirâmide Egípcia e mostra as imagens

Jovem escala ilegalmente uma Pirâmide Egípcia e mostra as imagens


Saturada, ilha grega de Santorini quer limitar o turismo

Saturada, ilha grega de Santorini quer limitar o turismo


Intercâmbio cultural na Normandia é proposta da Aliança Francesa de Curitiba

Intercâmbio cultural na Normandia é proposta da Aliança Francesa de Curitiba